'Uma alegria saber que ele encontrou um parceiro', diz pai sobre casamento do filho gay

Higor Dorta
Pai viraliza ao postar fotos do casamento do filho – (Foto: Rafael Sandim @rafaelsandimfotografia)
Pai viraliza ao postar fotos do casamento do filho – (Foto: Rafael Sandim @rafaelsandimfotografia)

Quando Lucas Schmoeller e Tharcis Guimarães se casaram, a cerimônia se tornou viral no Twitter graças a um dos integrantes da família. O pai de Lucas, Luiz Flávio Rodrigues foi quem postou orgulhoso as imagens do casamento e comoveu muita gente por sua aceitação, não só pelo filho, mas pelo genro, Tharcis.

Receba novidades sobre o mundo dos famosos (e muito mais) no seu Whatsapp

Foi uma alegria saber que ele encontrou um parceiro para que juntos dividam suas vidas. Ver que nossos filhos são honestos, trabalhadores, carinhosos, têm respeito pelas pessoas, defendem a liberdade e são portadores da paz já nos realiza. E isso se completa quando vemos que ele se realizou no amor”, afirma o mineiro Luiz Flávio em entrevista ao Yahoo.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Tharcis é sortudo e sempre contou com o apoio de sua família, que não pode estar toda presente no casamento, pois a mãe e as irmãs moram fora do país. “Acabou que minha duas irmãs conseguiram vir junto com meus sobrinhos e foi muito bom reunir. Meu pai faleceu há alguns anos, mas com certeza adoraria participar da festa e de toda a preparação. Ele gostava muito do Lucas e com certeza daria todo o suporte possível”, diz o jovem.

Leia mais: Igreja Anglicana celebra primeiro casamento entre mulheres em SP

O casal se conheceu durante um festival de música em 2014, em Belo Horizonte. “Trocamos olhares por cima da multidão (somos ambos muito altos) e rapidinho estávamos conversando e ficamos pela primeira vez no mesmo dia”, relembra Tharcis. Ele apresentou Lucas para a família logo no início. “Todos conhecem ele e desde que decidimos nos casar, não recebemos nada que não apoio e compreensão. Foi um passo natural no nosso relacionamento, que todos esperavam, e que decidimos celebrar com a festa”.

E a festa foi mais que uma comemoração, serviu para que eles sentissem ainda mais o amor que os envolve. “Sonho, meu casamento foi um sonho. Tudo perfeito e natural, com leveza, nunca me senti tão feliz antes, tão amado, foi sem dúvida nenhuma o melhor dia da minha vida ao lado das melhores pessoas”, descreve Lucas.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

“A emoção da cerimônia foi um sentimento único, que confesso não esperava fosse tão forte. A celebração foi realizada por um grande amigo meu (Tiago) e pela irmã mais nova do Lucas, que capricharam muito nos discursos, e teve a participação mais que especial do pai do Lucas (que falou lindamente) e das minhas irmãs que fizeram uma homenagem ao meu pai. Foi um momento muito intenso de muito choro e risadas que envolveram todos os convidados, além de nós”, diz Tharcis.

Aceitação

Em um país que mais mata gays no mundo –em 2017, o Brasil registrou 445 casos de assassinatos de homossexuais, segundo o levantamento do Grupo Gay da Bahia — e com sérios casos de homofobia, conversar com os pais sobre suas orientações sexuais foi uma árdua tarefa para o casal, que fugindo a regra, foram acolhido.

Eles sempre me deram apoio e aceitação. No começo todos nós estávamos aprendendo a conviver com a minha realidade, inclusive eu, e durante todo o processo eles estiveram do meu lado e evoluíram junto comigo. Nunca nos faltou amor e compreensão, relembra o jovem

Luiz Flávio diz que sua primeira reação foi de surpresa, mas que nunca teve nenhum problema com a homossexualidade do filho. “Logo de cara fiquei muito preocupado por dois motivos: A questão da intolerância por parte da população com relação aos homossexuais no país e, sendo eu de família numerosa, a questão dos filhos (ter netos). Ambas as preocupações estão superadas“, diz o pai orgulhoso.

Com Tharcis, o apoio dos familiares foi inerente também. “A aceitação foi a mesma e ficaram todos muito contentes. A relação deles com o Lucas é excelente e nos damos todos muito bem”.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

“A participação deles foi maravilhosa, nunca estive em uma situação em que senti tanta energia positiva, tanto amor, tanta aceitação (e não é só por que foi o meu casamento). Eles fizeram um monte de surpresas, fizeram a gente chorar rios de alegria e dar ótimas risadas. Hoje, quando paro pra pensar sinto só amor e gratidão”, emociona-se Lucas.

Leia mais: Primeiro casamento gay entre muçulmanos acontece no Reino Unido

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Luiz Flávio ressalta a importância do respeito e tolerância, além do amor incondicional aos filhos. “O apoio é fundamental. A maior tarefa dos pais é amar. Esse amor é necessário e independentemente de qualquer condição de nossos filhos. É visível o quanto nossos filhos esperam de nós. Ainda que não se manifestem, todos (até mesmo os pais) querem ser amados, respeitados e acolhidos pelo o que são. Acredito que homossexualidade é inata. É preciso que nos sintamos amados sempre, com nossa personalidade, sexualidade e escolhas. Isto nos torna pessoas melhores“.

Repercussão

Muitos comentários no microblog elogiavam Luiz Flávio e todos ficaram surpresos e felizes com a repercussão positiva. “Fiquei extremamente surpreso, acordei e havia uma mensagem de um amigo meu (que nem conhecia meu pai) me mandando o tweet e avisando sobre o que havia acontecido. Fiquei muito feliz, muito mesmo, meu pai é uma pessoa linda com um coração enorme (e mole) e fico feliz que as pessoas possam compartilhar comigo a alegria de ser filho dele e do nosso casamento“, diz Lucas.

Leia mais: Veja em que países o casamento gay já foi aprovado

Luiz Flávio se surpreendeu ao ver que seu post sensibilizou, principalmente aqueles que carecem de apoio dentro de casa. “As pessoas me abordam na rua para dar parabéns, me sinto envergonhado. Não postei nada com nenhum interesse que não seja homenagear meus – agora – filhos. Por outro lado fiquei triste ao ver que muitos não têm apoio de seus familiares por conta da orientação sexual. Muitos me pediram para adotá-los”.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Ainda existe esperança pro nosso país e para as pessoas que foram ‘infelizes’ nas suas reações só desejo que elas consigam vencer o ódio e a cegueira que as limita e aprendam a amar“, agradece Lucas, seguido pelo marido, Tharcis.

“Um dia, quando todos perceberem que estamos todos simplesmente buscando nossa felicidade, tentando viver e compartilhar amor, talvez os preconceitos caíam e relacionamentos que tenham se perdido sejam recuperados”.

Mensagem para os pais

Para os jovens que não possuem a mesma sorte que Lucas e Tharcis, Luiz Flávio manda um conselho.

Amem! Independentemente da condição dos filhos o mandamento é amar. Então amem. Se semearmos, um dia iremos colher bons frutos

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.