Mudança de sexo em personagem de Cavaleiros do Zodíaco causa polêmica

(Imagens: divulgação Toei Animation/ Reprodução YouTube @Netflix)

O primeiro trailer de ‘Saint Seya: Os Cavaleiros do Zodíaco’, nova versão dos personagens criados por Masami Kurumada, agora produzida pela Netflix, foi divulgado durante o último final de semana e se tornou a mais nova polêmica do mundo da cultura pop.

Parte dos fãs não ficou nada satisfeita ao notar que o personagem Shun de Andrômeda, antes identificado como do gênero masculino, passou a ser uma garota chamada Shaun. A decisão conseguiu desagradar tanto a parcela mais conservadora do público quanto membros da comunidade LGBT, que viam em Shun uma espécie de representante “não oficial”, já que sua personalidade no desenho clássico quebrava o estereótipo de herói machão.

Veja abaixo algumas das reações publicadas no Twitter:

Ao ver toda a controvérsia nas redes, Eugene Son, roteirista e produtor da série, também se manifestou na rede social, dizendo que, quando começou a trabalhar na nova versão queria fazer o mínimo de mudanças. “A única coisa que me preocupou: os Cavaleiros de Bronze são todos homens”, salientou.

“A série sempre teve personagens femininos fortes e dinâmicos, o que reflete no grande número de mulheres apaixonadas pela trama. Mas, há 30 anos, um grupo de garotos lutando para salvar o mundo sem garotas não era grande coisa. Esse era o padrão de antes. Hoje o mundo mudou. Garotos e garotas trabalhando lado a lado é o novo padrão. Nós estamos ACOSTUMADOS a isso”, ponderou.

A primeira temporada de ‘Saint Seya: Os Cavaleiros do Zodíaco’ terá 12 episódios e chega à Netflix no segundo semestre de 2019. Confira o trailer abaixo: