MTV oferece fagulha de esperança à comunidade LGBTQ hostilizada na Hungria

·1 min de leitura
Público aplaude apresentação em reabertura de bar LGBTQ bar em Budapeste, Hungria

Por Krisztina Fenyo

BUDAPESTE (Reuters) - A hostilidade contra homossexuais e transexuais aumentou na Hungria desde que seu governo aprovou uma lei que os críticos rotularam de anti-gay, dizem clientes e artistas do bar LGBTQ mais importante de Budapeste.

Mas um grande gesto de solidariedade à comunidade feito pela emissora MTV, ao confirmar após a lei entrar em vigor em julho que irá realizar sua premiação EMA (Europe Music Awards) na cidade no domingo, oferece alguma esperança.

"Estou apenas existindo, estou apenas sendo eu mesma", disse uma artista conhecida como Victoria Rose após apresentar sua dança "vogue" no Crush Bar na noite de sexta-feira, acrescentando que o evento da MTV pode ajudar a reformular as atitudes do público.

"Estou grata e agradecida... porque a visibilidade vai tornar isso um pouco mais claro para as pessoas em geral."

A lei, que tem sido fortemente criticada por grupos de direitos humanos e outros líderes da União Europeia, proíbe a disseminação de conteúdos que promovam a homossexualidade e a mudança de gênero em escolas.

O primeiro-ministro nacionalista Viktor Orban, que intensificou a campanha para o que está previsto ser sua primeira disputa eleitoral acirrada em mais de uma década, disse que a lei não mira homossexuais, mas visa proteger crianças.

A MTV, que faz parte da ViacomCBS, confirmou no mês passado que sediará o evento em Budapeste conforme planejado.

Em um memorando à equipe, o presidente-executivo do MTV Entertainment Group Worldwide, Chris McCarthy, disse que o programa deve servir "como uma oportunidade de solidariedade com a comunidade LGBTQ+ na Hungria e ao redor do mundo enquanto continuamos lutando pela igualdade para todos".

(Por Krisztina Than)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos