Morte de mulher durante show de Luísa Sonza é investigada pela polícia

Luísa Sonza © Instagram credit:Bang Showbiz
Luísa Sonza © Instagram credit:Bang Showbiz

A morte de uma mulher durante o show de Luísa Sonza está sendo investigada pela polícia civil.

Alice Moraes, de 27 anos, teria começado a passar mal nos 30 primeiros minutos da apresentação da cantora no Pepsi On Stage, no último sábado (16), em Porto Alegre. As informações são do G1.

De acordo com o depoimento de uma amiga da jovem, Camila Rodrigues, Alice afirmou que iria ao banheiro, porém, por volta das 2h da manhã, Camila recebeu uma mensagem no celular, na qual a amiga informava que havia passado mal e estava na ambulância.

"Eu fui correndo e encontrei ela lá, desacordada, sentada ao lado da ambulância em uma cadeira branca, deitada. Eu questionei a enfermeira como ela tinha chegado ali, e a enfermeira me relatou que ela própria, a enfermeira, tinha escrito a mensagem. (...) Eles me falaram que tinham encontrado ela desacordada no banheiro", relatou Camila.

Ainda de acordo com o depoimento de amigos e familiares, a empresa responsável negligenciou o atendimento médico.

"Ela já estava roxa, com a boca roxa, já não tinha nenhum tipo de resposta. Eles me tiraram de dentro da ambulância para começar as manobras de ressuscitação. Depois, sei lá, de uma meia-hora, chegaram duas ambulâncias: uma da mesma empresa e outra do Samu. Já tinha chegado polícia, enfim, mas ela já tinha ido a óbito’’, relatou a irmã de Alice.

O delegado substituto da 4ª Delegacia da Polícia Civil, Alexandre Vieira, afirmou que o caso está sendo investigado.

‘’Quando chegaram os médicos, Samu, quarenta minutos após ela veio a óbito. Tinha um histórico de doença cardíaca. A informação que eu tenho é que ela só tinha ingerido uma cerveja. Então tudo isso nós vamos apurar. Estamos iniciando a apuração dos fatos, com a oitiva das pessoas que estiveram no local. Estamos aguardando agora a perícia para saber a causa da morte, mas isso vai demorar alguns dias".

Em nota divulgada ao Correio do Povo, a empresa TRANSUL Emergências Médicas, prestadora do serviço durante o show, afirmou que todo o atendimento foi prestado e que a companhia está colaborando nas investigações.

‘’Foi realizado atendimento na ambulância e regulação médica com objetivo de remover paciente para serviço de urgência e emergência. Logo após regulação inicial paciente evolui rapidamente com piora do quadro geral, entrando em parada cardiorespiratória, imediatamente iniciou-se atendimento conforme protocolo BLS (Basic Life Support) e foi acionado recurso de Ambulância com Suporte Avançado - USA para atendimento no local, sendo mantido protocolo de atendimento até o momento em que foi orientado cessar reanimação cardiopulmonar por médico da ambulância da SAMU presente na cena e quem atestou óbito da paciente. (...) Lamentamos profundamente o desfecho do fato ocorrido e prestamos nossa solidariedade e condolências à família. Permanecemos à disposição para colaborar com o que for necessário para esclarecer fatos relacionadas ao atendimento’’, dizia um trecho do comunicado.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos