Morte de Levi foi diferente na primeira versão de "Pantanal"; confira

Levi morreu devorado por piranhas (Foto: Reprodução/Globo)
Levi morreu devorado por piranhas (Foto: Reprodução/Globo)

O Brasil parou para assistir a morte de Levi (Leandro Lima) em "Pantanal" nesta segunda-feira (13). O que muita gente nem faz ideia é que o desfecho do vilão aconteceu de outra maneira na versão original da novela. Assim como no remake, o personagem morreu devorado por piranhas, mas antes disso levou um tiro de Tibério (Sérgio Reis).

Veja o vídeo:

Na versão atual, o autor Bruno Luperi achou melhor "não sujar as mãos" de Tibério (Guito). Levi, que já havia levado um tiro de Juma (Alanis Guillen), caiu do barco sozinho. Tibério ainda chegou a oferecer ajuda para o inimigo.

"Levi, você tá sangrando, cara. Me dá a mão. As piranhas vão acabar com você", implorou o peão. "Só dou a mão para você para te levar para o inferno", respondeu Levi.

Na versão atual, Tibério tentou salvar Levi (Foto: Reprodução/Globo)
Na versão atual, Tibério tentou salvar Levi (Foto: Reprodução/Globo)

Embora Luperi não tenha falado sobre a mudança no texto, entende-se que o autor quis agradar o público, que anda carente de heróis, humanizando ainda mais o personagem de Guito. Desde o início, Tibério é muito querido nas redes sociais. Basta fazer uma busca com o nome dele para encontrar várias pessoas dizendo que sonham com um parceiro assim.

Recentemente, o autor falou sobre a responsabilidade de atualizar a novela do avô, Benedito Ruy Barbosa. Bruno revelou que sentiu medo quando aceitou o desafio. "É muito difícil sentar nessa cadeira. Quando 'Pantanal' estreou e foi bem, falei: 'Ainda bem que não estraguei a novela'. Foi um alívio", declarou ele, em entrevista ao jornal O Globo.

Sequência elogiada

A morte de Levi foi muito elogiada nas redes sociais e registrou a maior audiência da novela até aqui. Ao Yahoo, Leandro Lima revela que ficou exausto: "A última semana de gravação (morte do Levi ) foi catártica. Eu tinha consciência que ia deixar ali esse personagem que tanto amei e isso acabou me ajudando em cena. No final do dia estava exausto, demorei muito para conseguir tirar o figurino."

Além do cansaço físico, Leandro conta que sofreu ao se despedir do vilão que acabou marcando a sua carreira de forma positiva. "Me emocionei sozinho no camarim e deixei ele ir. Espero que as pessoas tenham amado odiar o Levi!", completou, feliz com o resultado.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos