Morre Stephen Sondheim, maior compositor e letrista da Broadway, aos 91 anos

·1 min de leitura

CAMPINAS,SP (FOLHAPRESS) - Morreu nesta sexta-feira (26) Stephen Sondheim, o maior compositor da história do teatro musical da Broadway, e que foi responsável por definir os padrões do gênero americano. Sua morte foi confirmada pelo americano The New York Times, com informações do advogado e amigo F. Richard Pappas, que descreveu o falecimento como repentino.

Sondheim estava em sua casa em Roxbury, no estado americano de Connecticut, e tinha 91 anos. Na quinta, ele tinha celebrado o dia de ação de graças em um jantar com amigos.

O letrista foi um dos nomes mais reverenciados na segunda metade do século 20 e acumulou sucessos desde os anos 1950, escrevendo as canções de clássicos como "West Side Story" --que está ganhando uma nova adaptação cinematográfica de Steve Spielberg - e "Gypsy".

Sua originalidade o firmou como um iconoclasta, desafiando as noções clássicas do palco, fazendo músicas até para um barbeiro assassino, como em "Sweeney Todd", de 1979. Com este musical, ganhou um dos oito prêmios Tony - o mais prestigiado do teatro americano - que acumulou desde 1971, por "Company", até 1994, com "Passion", além de um especial, pelo conjunto da obra. Acumulou oito Grammys também.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos