Maestrina do Theatro Municipal de São Paulo é uma das vítimas do coronavírus

Equipe HuffPost

Morreu, nesta quarta (26), Naomi Munakata, maestrina titular do Coral Paulistano Mário de Andrade. Ela, que tinha 64 anos, foi mais uma vítima da covid-19 em São Paulo.

Segundo informação do jornal O Globo, cerca de 300 integrantes da Orquestra Sinfônica Municipal, do Coro Lírico Municipal e do Coral Paulistano, incluindo Munakata, se reuniram no Theatro Municipal para o ensaio da montagem da ópera Aída, no dia 13 de março.

Ela estava internada há dias no internada no Hospital Alemão Oswaldo Cruz.

Munakata iniciou os estudos musicais no piano com apenas quatro anos de idade e começou a cantar aos sete, no coral regido por seu pai, Motoi Munakata.  Por duas décadas, foi regente do Coro da Osesp e foi diretora e professora da Escola Municipal de Música de São Paulo, diretora artística e regente do Coral Jovem do Estado, regente-assistente do Coral Paulistano.

Era regente titular do Coral Paulistano desde julho de 2016.

Naomi Munakata regendo o Coral Paulistano.

Leia mais:

Continue a ler no HuffPost