Morre Monty Norman, compositor do clássico tema de '007', aos 94 anos

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Morreu nesta segunda-feira Monty Norman, compositor americano responsável pelo icônico tema do agente 007, James Bond, nos cinemas. A informação, divulgada no site oficial do britânico, aponta a causa da morte para um "breve doença". Ele tinha completado 94 anos em abril.

Desde que trabalhou no primeiro filme do espião criado por Ian Flemming, "007 Contra o Satânico Dr. No", de 1962, o tema nunca mais sairia da franquia, e da cabeça dos espectadores. Na época, ele tinha sido contratado pelo produtor Albert Broccoli.

Mesmo assim, o cinema não foi seu filão principal, já que mesmo com centenas de créditos, em filme que reutilizam a clássica trilha, ele só assina a composição das trilhas de cerca de dez produções --dentre elas, "O Monstro de Duas Caras", de Terrence Fisher, e "Rififi no Safári".

Para criá-la, Norman se inspirou num musical que adaptou a partir de "Uma Casa para o Sr. Biswas", mas trocou a cítara para a guitarra elétrica --e deu no que deu. Foram cerca de 500 mil libras esterlinas em royalties, só até 1999. Em paralelo, ele trabalhou na composição de diversos musicais, além de ter tocado com Cyril Stapleton, Stanley Black, Ted Heath, e Nat Temple como membro de big bands.

O trabalho seria ainda adaptado por John Barry, que fez um novo arranjo da canção --o que fez com que o conterrâneo fosse confundido como o autor original. Nisso, Norman chegou a processar um jornal em 1997 ao atribuir falsamente a trilha a Barry. Ele venceu a ação em 2001, o que rendeu 30 mil libras em danos por difamação.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos