Morre Kim Shattuck, ícone do punk rock, aos 56 anos

NANÁ DELUCA

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A compositora, guitarrista e cantora, Kim Shattuck, líder da banda The Muffs, morreu nesta quarta-feira (2) aos 56 anos, em decorrência de esclerose lateral amiotrófica (ELA), segundo informou seu marido, Kevin Sutherland. 

Além da The Muffs, Shattuck colaborou com as bandas Pixies, NOFX e Bowling for Soup. Ela se preparava para lançar em outubro o sétimo álbum de sua banda, intulado "No Holiday".

Nascida em Los Angeles, em 1963, Shattuck ficou conhecida na década de 80, quando se tornou baixista da The Pandoras, uma das bandas percursoras do movimento Riot Grrrl, que integrava punk e feminismo. Sete anos depois, ela fundou a The Muffs, se tornando cantora principal, letrista e guitarrista da banda. 

Ao longo da carreira, Shattuck substituiu Kim Deal, baixista do Pixies, em 2013. Apesar de bem recebida pelos fãs, "a nova Kim" destoava de seus companheiros de banda, fazendo coisas como se jogar na plateia ao final de shows. A parceria com Pixies não deu certo, segundo a cantora, porque ela era "muito extrovertida". 

"Após dois anos lutando contra a esclerose, o amor da minha vida se foi essa manhã, em paz e dormindo", escreveu seu marido no instagram. "Eu só me tornei o homem que sou hoje por causa dela. Ela vai viver em todos nós através de sua música, nas memórias que compartilhamos e com seu espírito poderoso e criativo. Sempre vou te amar, minha Kimmy. Obrigado." 

Muitos artistas, admiradores e ex-companheiros de trabalho prestaram homenagens à cantora nos últimos dias. A banda Pixes compartilhou uma mensagem afirmando que estão desolados e lembraram como Shattuck colocava toda sua energia vital em seu trabalho, fazendo uma arte comprometida com "a causa". 

Billie Joel Amstrong, vocalista do Greenday, publicou nas redes sociais um relato sobre a influência de Kim Shattuck e do The Muffs, lamentando a morte da cantora, que "sempre foi tão legal e durona". "Vamos ouvir o rock berrando do céu." 

A página oficial da banda The Muffs publicou que além de "brilhante e extraordinária guitarrista, compositora e vocalista, Kim era uma força da natureza". "Ela era nossa melhor amiga e tocar suas músicas foi uma honra. Adeus, Kimba. Te amamos mais do que conseguimos expressar."