Morre Jane di Castro no Rio de Janeiro aos 73 anos

Patrick Monteiro
·1 minuto de leitura
Morre Jane di Castro no Rio de Janeiro
Morre Jane di Castro no Rio de Janeiro

Os cachos loiros de Jane di Castro não estarão mais entre nós. A atriz e cantora morreu nesta sexta-feira (23), no Rio de Janeiro, em decorrência de um câncer. Nome grande da arte brasileira, ela estava internada no Hospital de Ipanema.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Com 54 anos de carreira, e 73 de vida, Jane participou de ‘A Força do Querer’ em 2017 e suas cenas começaram a ir ao ar na última semana. A novela está sendo reprisada pela TV Globo por conta da pandemia do coronavírus. Transsexual, Castro foi casada por mais de 50 anos com Otávio Bonfim, com quem formalizou a união em 2014. Em 2018 ficou viúva e desde então mantinha uma vida mais reclusa.

Leia também:

“É uma surpresa muito dolorosa. Eu não sabia que ela estava doente. Mas o que tenho a dizer é que Jane é uma estrela e sempre foi uma pessoa muito a generosa e afetuosa”, disse Silvero Pererira ao ‘Extra’.

Jane se entendu mulher quando não se falava de transsexualidade como hoje, mas ressitiu e lutou para ser respeitada como tal. Como artista viajou o mundo e falava quatro idiomas. Nunca deixou o palco e sempre esteve ao lado de outros LGBTs na tua por direitos e representatividade.

Jane também integrou o musical ‘Divinas Divas’ que virou um documentário premiado dirigido Leandra Leal. A recordação conta a história das primeiras artistas travestis do Rio de Janeiro e a ligação delas com o teatro da família Leal, o Rival.

No teatro ela já foi dirigida por Ney Latorraca, Bibi Ferreira e Miguel Falabella. Foi perseguida durante a ditadura por fazer shows nos teatros do Centro do Rio de Janeiro e resistiu, como artista que sempre foi.