Morre Guilherme de Pádua, ex-ator que assassinou Daniella Perez

Guilherme de Pádua credit:Bang Showbiz
Guilherme de Pádua credit:Bang Showbiz

Guilherme de Pádua, condenado pelo assassinato da atriz Daniella Perez, morreu aos 53 anos de idade neste domingo (6).

O ex-ator - que cumpriu pena de seis anos e nove meses pelo crime que chocou o Brasil, em 1992 - sofreu um infarto em sua casa, em Belo Horizonte.

A informação foi divulgada pelo pastor da Igreja Batista da Lagoinha, Márcio Valadão, durante uma live nas redes sociais.

"Pouco antes das 22h, recebi o telefonema de uma irmã falando de um dos nossos pastores que acabou de falecer. Para mim foi um impacto muito grande, porque hoje de manhã eu dirigi o culto e ele estava com a esposa no primeiro banco. É um moço que a sociedade não compreende. Ele praticou aquele crime tão terrível com a Daniella Perez, foi preso, cumpriu a pena e se converteu. Ele estava dentro de casa, caiu e morreu. Acabou de morrer", afirmou o religioso.

Guilherme foi sentenciado a 19 anos de prisão pelo assassinato brutal da filha da autora de novelas Glória Perez, porém, foi liberado "por bom comportamento" após cumprir um terço da pena. Guilherme cometeu o homicídio com a participação da então esposa, Paula Thomaz.

A morte do ex-ator repercutiu nas redes sociais.

"Guilherme de Pádua matou Daniella Perez com diversas facadas. Oito delas foram no coração. E hoje ele morreu de infarto. A vida é implacável, minha gente", disse um internauta.

"Vamos aos fatos? Guilherme de Pádua não pagou nada. Assassinou uma mulher da forma mais cruel possível, não ficou nem dez anos preso, viveu quase 30 anos a mais que sua vítima, teve uma vida confortável fora da cadeia, foi acolhido por um bando de lunáticos até que caiu e morreu", disse outro usuário do Twitter.