Morre Gildina, irmã caçula do cantor Gilberto Gil

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Gildina Gil Moreira Santiago, irmã do cantor e compositor Gilberto Gil, morreu aos 79 anos, neste domingo (11). A morte foi anunciada neste domingo (11) nas redes sociais do cantor e de sua esposa, Flora Gil, que compartilharam fotos de Dina, como ela era carinhosamente chamada pelos familiares.

Flora publicou no Instagram que o domingo amanheceu muito triste com a morte da cunhada. "Dina Gil, a dentista dos meninos, a risada deliciosa, a tia de tantos, a única irmã de Gil, a segunda filha de Dona Claudina e Dr. José Gil", escreveu a mulher do músico.

A equipe de Gil publicou em seu perfil no Instagram um texto falando que os dois irmãos viveram muitas histórias juntos, como a que envolve o primeiro violão do artista. "Mais interessado em música do que a irmã, Beto [como Gil era chamado pela família] 'sequestrou' o instrumento que ela havia ganhado e assim começou a dedilhar seus primeiros acordes. Histórias que serão eternizadas na memória de toda a família."

Flora explicou na rede social que a cunhada recebeu o diagnóstico de Alzheimer há muitos anos e as duas não puderam mais falar dos sonhos da vida. Ela relembrou que logo após o diagnóstico viajou com Dina para a Índia e a levou em uma turnê de Gil pela Europa.

"Nos últimos verões sempre dava para dar um pulo em sua casa com o Gil e algum neto. Flor e Bento adoravam visitar a tia Dina", escreveu Flora. "Descanse em paz que a gente tenta seguir firmes e fortes e continuaremos a te amar."