Morre David Crosby, guitarrista e nome influente do folk rock dos anos 1960

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O guitarrista David Crosby, um dos principais e mais influentes nomes do folk rock dos anos 1960, morreu nesta quinta (19) aos 81 anos de idade. A informação foi confirmada por sua esposa, Jan Dance, em anúncio oficial.

De acordo com o informe, o artista morreu após um período extenso de doença, "cercado por sua esposa e filho."

Crosby ficou marcado na história da música por ser membro fundador de duas bandas muito importantes na construção do rock, a The Byrds e o Crosby, Stills & Nash, o CS&N. Enquanto o primeiro foi fundamental para a cena do folk rock na Los Angeles entre 1964 e 1967, o último inaugurou uma era de supergrupos na música ao unir o guitarrista com Stephen Stills, do Buffalo Springfield, e Graham Nash, do The Hollies -mais tarde, Neil Young também integraria a formação da banda.

Em ambos os times, Crosby não foi o nome maior da composição das músicas, mas serviu de peça importante para a criação da harmonia das faixas que se tornariam os maiores sucessos. Inclusive o sucesso do cover de "Mr. Tambourine Man", de Bob Dylan, que acabou em primeiro lugar nas paradas dos Estados Unidos em 1965, tornou o The Byrds na "resposta americana" aos Beatles na época.

Ainda que nunca mais tenha obtido o mesmo sucesso dessa época, Crosby continuou a fazer turnês de sucesso nos anos 2000. Ele foi incluído no Hall da Fama do Rock em duas ocasiões, em 1991 pelo trabalho no The Byrds e em 1997 pelo CS&N.

Também conhecido por ser filho de Floyd Crosby, diretor de fotografia que venceu o Oscar da categoria por "Tabu", de F.W. Murnau, o guitarrista se aventurou por carreira solo em 1971, apoiado por nomes como Joni Mitchell, Santana e membros do Grateful Dead e do Jefferson Airplane. A música "If I Could Only Remember My Name", lançada no mesmo ano, foi sucesso nos Estados Unidos.

Além da esposa e do filho, Django, David Crosby deixa mais três filhos de relacionamentos prévios.