Filho e outros famosos homenageiam Lúcio Mauro

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Lúcio Mauro Filho com o pai, Lúcio Mauro, nas gravações da nova "Escolinha", em 2015. Foto: Tata Barreto/TV Globo
Lúcio Mauro Filho com o pai, Lúcio Mauro, nas gravações da nova "Escolinha", em 2015. Foto: Tata Barreto/TV Globo

Parceiro de Chico Anysio e conhecido por personagens humorísticos como Aldemar Vigário, Fernandinho e Da Julia, o ator e comediante Lúcio Mauro morreu na noite de sábado (11), aos 92 anos, no Rio. Ele estava internado havia quase quatro meses, com problemas respiratórios. A notícia foi divulgada por seu filho, o também ator Lúcio Mauro Filho, que fez uma homenagem carinhosa ao pai em suas redes sociais. Amigos e colegas de profissão também deixaram mensagens de despedida.

Já conhece o Instagram do Yahoo Vida e Estilo? Segue a gente!

“Por volta das 22 horas deste sábado, meu amado pai serenou. Ele merecia esse descanso. Lucio Mauro teve uma vida linda, uma carreira vitoriosa, 5 filhos, 5 netos, dois casamentos, com Arlete e Lu, duas mulheres fantásticas que se tornaram amigas e mantiveram essa família unida”, comentou Lucinho, como é conhecido no meio artístico.

O filho, que hoje revive na nova versão da “Escolinha do Professor Raimundo” um dos personagens icônicos de Lúcio, Ademar Vigário, lembrou ainda, com carinho, a trajetória profissional ao lado dele. Em 2015, Lúcio Mauro fez uma participação afetiva no programa do canal Viva, como um faxineiro da escola.

“Papai foi um pioneiro, saiu do teatro de estudante lá no Pará, foi pro Recife, fez rádio, inaugurou a televisão no Nordeste e de lá, veio para o Rio de Janeiro pra se tornar um dos maiores artistas deste país. Me influenciou em tudo. O homem que sou, o artista, o pai de família, o amigo. Eu nada seria sem seus ensinamentos. Tivemos o prazer de trabalhar juntos, na TV, no Teatro, no Cinema e na Publicidade. Rodamos o Brasil colocando nossas vidas a serviço da arte, em ‘Lucio 80-30’, quando ele teve a chance de dividir o palco com os filhos”, contou.

Da Julia (Lúcio Mauro), Alberto Roberto (Chico Anysio) e Juliana Paes, em quadro do "Zorra Total", em dezembro de 2009. Foto: Isac Luz/TV Globo
Da Julia (Lúcio Mauro), Alberto Roberto (Chico Anysio) e Juliana Paes, em quadro do "Zorra Total", em dezembro de 2009. Foto: Isac Luz/TV Globo

Lucio Mauro Filho compartilhou ainda como foram os últimos meses do pai. “Não faltou nada. Há três anos ele sofreu um AVC. Foi forte e resistiu. Mas já não era a mesma coisa. Preso a uma HomeCare, ele lutou até suas últimas forças. Ainda teve a alegria de conhecer Liz, a neta inesperada que chegou pra promover o ciclo da vida. Estava internado há quase quatro meses. A esticada foi longa e sofrida. Agora só restava o descanso que ele tanto merece”.

A homenagem terminou com a citação a outros parceiros da comédia que já se foram. “Vai com Deus, meu velho. Vai se juntar a Chico, Agildo, Silvino, Rogerio, Miele e tantos outros, para juntos fazerem cócegas nas estrelas. Obrigado por tudo! Viva Lucio Mauro!”, finalizou.

Homenagens de amigos e colegas de profissão

Em entrevista à GloboNews, o ator e roteirista Marcius Melhem elogiou o trabalho do ator e sua relação com as novas gerações da comédia.

“Lúcio é um gigante, um dos maiores que vi atuar, que tive a alegria de escrever e contracenar. Lúcio era um talento, tinha um domínio das técnicas do humor, uma compreensão total do trabalho e da função do comediante. A gente tinha que se concentrar muito para trabalhar com o Lúcio, porque era muito louco para a gente, que estava começando na profissão, ter a oportunidade de trabalhar com um cara que a gente nasceu vendo. Era impressionante o domínio da técnica dele. Ele já mais velho, ficava sempre na dele, quietinho. Quando entrava em cena, acendia de um jeito... era um aprendizado ver o Lúcio trabalhar. Ele era um professor mesmo. A gente, que estava começando, tentava sugar da geração do Lúcio, e ele sempre foi muito disponível, tudo que a gente pudesse aprender em termos do ofício, de como atuar, como se comportar diante das câmeras. As aulas que ele dava para a gente sobre a diferença muito pequena entre o drama e a comédia, a questão do tempo. Ele fazia comédia com um tom dramático. Os personagens do Lúcio praticamente não riam em cena. Ele fazia muito a sério. Eram personagens sofridos, e ele extraía disso a comédia. Era um 'escada' genial, o melhor 'escada' do Chico. Se você pensar no Aldemar Vigário ou Alberto Roberto, eram personagens de drama, de uma tensão, que serviam de pedal para o Chico. Com a gente ali era no dia a dia, contando histórias, sempre muito solícito, disponível para a gente conversar e perguntar. Era uma alegria trabalhar com o Lúcio e vê-lo atuar”, contou.

A atriz Guta Stresser, que dividiu a cena com Lúcio Mauro em “A Grande Família” e na série “Mister Brau”, também falou à GloboNews sobre o convívio com o comediante.

“Tive a imensa honra de trabalhar com ele. No set, era sempre uma alegria e uma lição. Sempre falava coisas pra gente, dava conselhos, era muito generoso, carinhoso, muito feliz de trabalhar. Era um apaixonado pela profissão, pelo trabalho. Aprendi muito com Lúcio Mauro desde antes de conhecer o filho, era muito fã dele, da ‘Escolinha’, de tantas coisas que ele fez, maravilhosas. Ele viveu uma vida plena, de tanto amor. É uma história linda que se encerra aqui nesse plano espiritual, mas que continua e deixa aqui pra gente uma imensa lição de talento, de amor. É um momento de tristeza, de luto, mas como disse o Lucinho, de muito orgulho tanto pra família, como para os fãs. Foi um pioneiro da televisão, um dos grandes mestres”, disse.

Leia mais: Relembre a trajetória de Lúcio Mauro na TV

Integrante do Casseta & Planeta e diretor de um documentário sobre humor, ‘Tá Rindo de Quê?’, o ator Claudio Manoel também prestou sua homenagem, em entrevista à GloboNews. Segundo ele, Lúcio está junto dos grandes nomes do humor brasileiro, como Chico Anysio, Paulo Silvino e Agildo Ribeiro.

“Se a gente chegou onde chegou foi por causa deles. Os personagem dele, dessa gerção, pertencem à História do Brasil. A idade que ele tinha, 92 anos, era do tamanho da atuação dele, da importância dele, do tempo que ele ficou nos abrilhantando com seu talento. Ele tinha uma coisa que não é muito valorizada, mas é o melhor escada do Brasil. A parceria que ele tinha com o Chico, ele era de uma geração que gostava disso, de bater bola, de pertencer a uma turma. Vi várias vezes os bastidores, ele almoçava junto com todo mundo. Outra coisa legal, que ele já mostrava no ‘Balança, mas Não Cai’, há 50 anos, é que ele tinha um humor tido como popular, mas tinha um estilo sofisticado, não fazia careta, era contido até”, contou.

Lúcio Mauro recebeu ainda depoimentos de admiração e carinho de vários outros artistas, que deixaram suas despedidas na publicação do filho do comediante:

“Lucinho...Meus sentimentos. Um artista incrível que deixava o Brasil todo feliz e ao mesmo tempo, emocionado...Vai deixar tanta saudade... Força aí pra todos vocês que amavam e zelavam tanto por ele. Apalusos para o grande Lucio Mauro”, afirmou Fabiana Karla.

“Lulu, papai é uma das figuras mas especiais que tivemos a alegria de conhecer. Um gênio da arte do sorrir. Sou grato por ter conhecido e contracenado com ele e por vc te-lo dividido conosco. Um abraço em você e nessa família que tanto gosto. Meus sentimentos”, comentou Lázaro Ramos.

“Grande artista, e sei o quanto ele lutou. Que descanse com paz e todo amor. Parabéns pelo pai que tem”, disse Tatá Werneck.

“Mais um gênio da nossa dramaturgia se junta ao papai do céu, sim ele estará ao lado de Deus pai todo poderoso pois a sua missão foi cumprida com maestria aqui na terra... para sempre Lúcio Mauro”, escreveu Tirullipa.

“Seu pai não foi, ele é um grande exemplo de inspiração pra nós,por que sempre será lembrado com alegria , Deus conforte os corações de vocês! O Mestre Lucio Pai agora é uma estrela linda que brilha no céu! Deus conforte os corações de vocês!”, desejou Cacau Protásio.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos