Morre, aos 90 anos, Max von Sydow, ator de 'O Sétimo Selo' e 'O Exorcista'

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Morreu na França, neste domingo (8), o ator franco-sueco Max von Sydow, 90, conhecido principalmente por papéis em filmes do diretor Ingmar Bergman.

A morte de Syodw foi comunicada nesta segunda-feira (9) por sua esposa, Catherine Brelet, em mensagem divulgada por sua agente. "É com o coração partido e com infinita tristeza que anunciamos a partida de Max von Sydow em 8 de março de 2020", diz o comunicado.

Foi a parceria com o sueco Ingmar Bergman que alçou Sydow à fama. Entre os filmes mais importantes da dupla estão "O Sétimo Selo" (1957), em que o personagem interpretado pelo ator joga uma partida de xadrez contra a Morte, além de "Morangos Silvestres" (1957), "Através de Um Espelho" (1961) e "A Hora do Amor" (1971).

Sydow também fez carreira em Hollywood -participou do conhecido e bem-sucedido filme de terror "O Exorcista" (1973), de William Friedkin. O ator ainda pôde trabalhar com importante diretores norte-americanos, como David Lynch ("Duna", 1984), Woody Allen ("Hannah e suas irmãs", 1986), Steven Spielberg ("Minority Report - A Nova Lei", 2002) e Martin Scorsese ("Ilha do Medo", 2009).

O último filme de grande repercussão em que apareceu foi "Star Wars: O Despertar da Força", dirigido por J. J. Abrams e lançado em 2015. Além disso, em outro papel de ressonância popular, interpretou o Corvo de Três Olhos em alguns episódios da série televisiva "Game of Thrones".

O franco-sueco foi indicado duas vezes ao Oscar -por seus papeis em "Pelle, o Conquistador" (1987) e "Tão Forte e Tão Perto" (2011), neste como ator coadjuvante-, mas nunca levou o prêmio.