Monica Iozzi questiona Regina Duarte: “Existe coração?”

Bárbara Saryne
·2 minuto de leitura
Foto: Reprodução/CNN/Instagram/@monicaiozzi
Foto: Reprodução/CNN/Instagram/@monicaiozzi

Monica Iozzi ficou estarrecida com a entrevista de Regina Duarte à CNN Brasil nesta quinta-feira (7). Na ocasião, a atriz e secretária especial de Cultura relativizou mortes ocorridas no período de Ditadura, repercutiu uma crítica do ator Paulo Betti, falou sobre a saída de Sérgio Moro do Ministério da Justiça e abandonou o estúdio após ouvir uma mensagem de apelo da colega Maitê Proença.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 minuto e receba todos os seus e-mails em um só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook e Twitter, e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentários

No Instagram, Iozzi diz que nem sabe o que dizer sobre as palavras de Regina. “Se aquilo não é maldade, eu não sei o que é... A minha tristeza, a minha revolta são quase que dor física. Que gente é essa, meu Deus? São mesmo gente? Existe alma ali? Existe coração?”, perguntou ela.

Leia também:

Assim como Monica, muitos atores se revoltaram com as declarações de Regina Duarte e se posicionaram nas redes sociais. Bruno Gagliasso escreveu um textão como resposta para um trecho em que ela pede desculpa, mas em seguida minimiza as mortes ocorridas no período ditatorial.

“Não dá pra desculpar não, Regina. Não dá pra desculpar o seu deboche com torturados pelo Estado, sua naturalização da barbárie. Não dá pra desculpar sua arrogância ao dar de ombros às minorias, esquecendo-se que a senhora é parte do governo e tem a obrigação de trabalhar para todos, não apenas sua pretensa maioria”, escreveu o ator.