Mônica Iozzi chora ao falar de amigo gay agredido: 'Violência assustadora'

Redação Vida e Estilo
Global se emociona ao relatar violência contra seu colega (Reprodução/facebook.com/monica iozzi)
Global se emociona ao relatar violência contra seu colega (Reprodução/facebook.com/monica iozzi)

A atriz e apresentadora Mônica Iozzi, 36, não conseguiu conter as lágrimas e se emocionou ao postar um vídeo no Facebook comentando sobre um amigo homossexual que foi brutalmente agredido.

“Um amigo foi violentamente espancado por um homem que se intitulava apoiador do [candidato à presidência pelo PSL] Jair Bolsonaro. Esse meu amigo está internado, sofreu fraturas, vai ter de passar por cirurgia e deve ficar muito tempo no hospital. Ficou realmente muito machucado. A gente tem visto que essa onda de violência está realmente assustadora, mas quando chega tão perto de você, que a coisa se torna pessoal, mesmo, é um baque”, desabafou a global na web.

Leia mais:
Rita Cadillac revela quanto tempo já ficou sem fazer sexo
Luana Piovani rebate críticas após aparecer de biquíni: ‘Tô nem aí’

“Sim, o Brasil é o pais que mais mata LGBTs no mundo [1 a cada 19 horas, de acordo com o Grupo Gay da Bahia], mas a gente está vendo essa onda de violência nesses últimos dias. Isso não é fake news. Muita coisa não é fake news. Basta pesquisar”, disse Mônica. “Ele estava apenas caminhando na rua, a caminho de casa, com uma sacola com compras do mercado. O homem achou que ele era gay e o espancou. Mas às vezes me esqueço que muita gente tenta culpar a vítima, né?”, falou a famosa.