Mona Lisa saiu ilesa, mas manchada de bolo em protesto climático

Homem tenta atacar quadro Mona Lisa no Museu do Louvre, em Paris

PARIS (Reuters) - A Mona Lisa ficou abalada, mas ilesa, no domingo, quando um visitante do Louvre tentou quebrar o vidro que protegia a pintura mais famosa do mundo antes de espalhar creme de bolo em sua superfície em um aparente golpe publicitário relacionado ao clima.

O agressor era um homem disfarçado de velhinha que pulou de uma cadeira de rodas antes de atacar o vidro.

"Talvez isso seja apenas loucura para mim...", postou o autor de um vídeo das consequências do incidente que mostra um funcionário do Louvre limpando o vidro. "(Ele) então passa a espalhar bolo no vidro e joga rosas em todos os lugares antes de ser abordado pela segurança."

O Louvre não estava imediatamente disponível para comentários.

Outro vídeo publicado nas redes sociais mostrou o mesmo funcionário terminando de limpar o painel enquanto outro remove uma cadeira de rodas da frente da obra-prima de Leonardo Da Vinci.

"Pense na Terra, as pessoas estão destruindo a Terra", disse o homem, vestido com uma peruca, em francês em outra postagem de vídeo que o mostrava sendo levado para longe da galeria de Paris com a cadeira de rodas, indicando que o incidente provavelmente teve um motivo ambientalista.

(Reportagem de Tassilo Hummel)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos