Modelos protestam contra Bolsonaro durante desfile em Berlim

Protesto contra Bolsonaro em Berlim – DW/M. Damasceno

A estilista brasileira radicada em Berlim, Aline Celi, se tornou notícia com protesto feito em sua passarela na última segunda-feira (14). As modelos adentraram o desfile com placas contra Jair Bolsonaro durante o evento Berlim Fashion Week.

Receba novidades sobre o mundo dos famosos (e muito mais) no seu Whatsapp

Os cartazes traziam as polêmicas frases do atual presidente traduzidas para o inglês, tais como “o erro da ditadura foi torturar e não matar” e “ela não merece ser estuprada porque é muito feia”.

Leia também: Após ligação de Michelle Bolsonaro, blogueira mirim dobra número de seguidores e de críticas

Outra declaração recente da ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, também foi citada, dizendo “meninos usam azul e meninas usam rosa”. “Isso é para lembrar que, mesmo eu não morando no Brasil, eu faço parte dessa cultura e para mostrar que, mesmo estando do outro lado do mundo, não concordo com o que está acontecendo no Brasil”, disse a estilista à DW.

Protesto contra Bolsonaro em Berlim – DW/M. Damasceno

Natural de Natal, RN, Aline vive na Alemanha há 10 anos e possui um showroom em um dos endereços mais valorizados da capital alemã. Essa não é a primeira vez que ela traz pautas políticas para sua passarela e em 2013, sua primeira apresentação na Berlim Fashion Week contou com vídeos sobre os protestos contra o aumento da tarifa de transportes públicos.

No ano seguinte, a Copa do Mundo foi o tema abordado por ela, que mostrou as manifestações contra a realização do evento esportivo no Brasil.

Protesto contra Bolsonaro em Berlim – DW/M. Damasceno