Modelo se torna exemplo de autoaceitação e inspira pessoas com vitiligo

·1 minuto de leitura
Foto: Shutterstock
Foto: Shutterstock

Diagnosticada com vitiligo, doença caracterizada pela perda de pigmento da pele, uma modelo brasiliense tem usado suas redes sociais para dar uma lição de autoaceitação. A jovem parou de esconder suas manchas atrás da maquiagem e decidiu inspirar outras pessoas a assumirem sua beleza como ela é.

A primeira mancha apareceu no corpo da jovem quando ela tinha 5 anos, o que a fez enfrentar muito bullying ao longo da infância e da adolescência, tanto na escola quanto na interação com parentes. Hoje, aos 18 anos, a modelo diz não se sentir mais refém da doença. Com a carreira em progresso, a brasiliense passou a usar sua pele como forma de arte e expressão.

A jornada para sua autoaceitação e o apreço pelo reflexo no espelho não foi fácil, mas atuou de maneira determinante para mudar sua vida de uma vez por todas. Nesse processo, ela contou com o olhar e a experiência de uma série de especialistas da moda e da estética, que enxergaram a beleza da sua pele por debaixo das roupas e da maquiagem. O suporte e as palavras de incentivo foram fundamentais para que a modelo se visse com outros olhos.

Depois dessa experiência, a jovem decidiu usar seus trabalhos fotográficos e a relevância nas redes sociais para propagar o amor próprio. Agora, um de seus projetos pessoais é ajudar pessoas com doenças como a dela a se enxergarem como únicas e especiais à sua maneira, tendo suas marcas como parte orgulhosa de quem elas são.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos