Missão cumprida: críticos elogiam "007 – Sem Tempo para Morrer"

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 minuto de leitura
Lashana Lynch, Daniel Craig, Lea Seydoux e o diretor Cary Fukunaga participam do lançamento mundial do novo filme de 007, em Londres
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Por Marie-Louise Gumuchian

LONDRES (Reuters) - O filme de James Bond "007 – Sem Tempo para Morrer" está estreando 18 meses mais tarde por causa da pandemia de Covid-19, mas a maioria dos críticos disse que valeu a espera.

As resenhas não pouparam elogios a Daniel Craig em sua quinta e última atuação como o agente secreto britânico, que encerra um período de 15 anos que começou com "007 – Casino Royale".

Programado originalmente para ser lançado em abril de 2020 e adiado três vezes, "Sem Tempo para Morrer" fez sua estreia mundial em Londres na terça-feira, contando com a presença de suas estrelas e de membros da realeza britânica.

"É a interpretação mais firme e – ousaria dizer? – mais íntima de #DanielCraig como #JamesBond, com um encerramento poderoso, inesperado e muito comovente. Valeu a pena esperar!", tuitou o crítico de cinema Scott Mantz.

Dando cinco estrelas ao filme, Kevin Maher, do jornal britânico The Times, disse que é "melhor do que bom. É magnífico".

Mas alguns criticaram a trama e a duração.

"... A jornada para a despedida impactante de Craig se afoga no enredo; é tão intrincado e demorado que você pode se flagrar se distraindo durante grande parte da vilania", escreveu David Rooney, da publicação The Hollywood Reporter.

Estimada em 200 milhões de dólares, a nova aventura mostra Bond abandonando uma aposentadoria idílica na Jamaica para rastrear um novo vilão, interpretado pelo vencedor do Oscar Rami Malek, armado com um tecnologia letal.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos