Mion comenta expulsão de Phellipe: "Assediadores não passarão"

Foto: Antonio Chahestian/ Record TV

Marcos Mion anunciou ao vivo a expulsão de Phellipe Haagensen do reality ‘A Fazenda’ neste domingo (29). A decisão foi tomada pela Record após o peão beijar Hariany Almeida sem o consentimento dela na madrugada de sábado (28).

Já conhece o Instagram do Yahoo Vida e Estilo? Siga a gente!

Antes disso, o apresentador foi atacado nas redes sociais. Algumas pessoas criticaram o comunicador por ele não ter tratado o tema com gravidade e reclamaram da demora da emissora em se posicionar. Assim que Phellipe foi expulso, no entanto, Mion gravou um vídeo esclarecendo a polêmica.

Leia também

“A Record tomou a decisão mais sensata, correta (...) Talvez, a Record seja a emissora que mais tem valores nesse país. O que aconteceu, e que dá para entender, é que a internet não conseguiu esperar. As pessoas assistiram no PlayPlus e ficaram indignadas com razão (...) Isso não é mais aceitável. Assediadores, abusadores, não passarão. Não passarão mais como ok, como costume, cultura”, iniciou o artista.

Logo na sequência, Mion justificou o motivo de a emissora ter levado tanto tempo para expulsar o participante. “Qualquer um que vê aquela cena fica indignado. Ainda mais com as coisas que ele falou depois. Só que essa não pode ser uma decisão feita na hora, no quente, no calor do momento. É um jogo, existem regras, contrato, leis. Isso cabe aos advogados, a equipe da Record estava avaliando tudo e dando nomes ao que aconteceu”, defendeu ele.

No vídeo, Mion também pediu licença à emissora para se posicionar diante do caso. “Um apresentador de reality tem que ser isento, mas nesse caso é impossível ficar calado. Falo como filho de uma mulher, marido de outra e, principalmente, como pai de uma menina. O que acontece na ‘Fazenda’ é microcosmos da sociedade. Tem milhares de mulheres passando por uma situação de assédio ou de abuso neste momento”, disparou.

O apresentador ainda garantiu acreditar que a expulsão de Phellipe servirá para encorajar outras mulheres a denunciarem abusadores e não se calarem diante de situações como essa.

“Levem isso pra vida de vocês. Que sirva de incentivo e motivação para vocês dizerem basta. Nenhuma mulher merece passar por isso. Denunciem. Não fiquem caladas. Não sintam vergonha, achando que as pessoas não vão acreditar em vocês. O mundo mudou. braços dados em busca de um mundo melhor. Que a gente use o que aconteceu hoje como exemplo para nossas vidas em qualquer esfera. Fiquem com Deus”, finalizou.

Veja os vídeos: