Ministro da Saúde diz que pacientes assinarão termo para iniciar uso da cloroquina

Nelson Teich afirmou há dez remédios em investigação para o tratamento do coronavírus, entre eles, a cloroquina (Foto: AP Photo/Eraldo Peres)

O ministro da Saúde, Nelson Teich, afirmou nas redes sociais que o paciente de Covid-19 que fizer uso da cloroquina no tratamento deve “entender os riscos e assinar o ‘Termo de Consentimento’ antes de iniciar o uso” do medicamente.

E nos siga no Google News:

Yahoo Notícias | Yahoo Finanças | Yahoo Esportes | Yahoo Vida e Estilo

Segundo o ministro, o remédio tem efeitos colaterais e qualquer prescrição deve ser feita com base em avaliação médica.

A cloroquina é um medicamente próprio para o tratamento da malária. Não há pesquisas que comprovem que o remédio é eficaz no tratamento da Covid-19. Ainda assim, o presidente Jair Bolsonaro insistiu diversas vezes que a cloroquina poderia ser uma cura para a doença.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Teich ainda afirma que o ministério acompanha todas as pesquisas feitas mundialmente sobre o tratamento do coronavírus. “Além da cloroquina, os estudos avaliam mais de 10 medicamentos”, informa.

Leia também

Siga o Yahoo Notícias no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.

“Queremos também nos preparar para a possível descoberta de uma vacina contra a doença. Estamos em constante conversa com pesquisadores e laboratórios para garantir a oferta desta proteção para os brasileiros”, escreveu Nelson Teich. Até o momento, não há previsão para a chegada da vacina contra o coronavírus.