Miley Cyrus cancela show beneficente na Austrália por surto global de coronavírus

MELBOURNE (Reuters) - A estrela pop Miley Cyrus cancelou uma viagem que faria à Austrália para um show em prol das vítimas dos incêndios florestais três dias antes da apresentação, citando as recomendações de limitação de viagens para conter a disseminação da epidemia global de coronavírus.

Miley, de 27 anos, que conquistou fama com sucessos mundiais como "Party in the USA" e "Wrecking Ball", deveria ser a atração principal de um show no dia 13 de março em Melbourne, a segunda maior cidade da Austrália.

Toda a renda do espetáculo iria para instituições de caridade australianas que auxiliam a recuperação do país após uma temporada de incêndios devastadores que destruíram quase 12 milhões de hectares de vegetação, matando 33 pessoas e cerca de um milhão de animais nativos.

"Estou muito decepcionada de não estar aí, mas tenho que fazer o que é certo para proteger a saúde e a segurança de minha banda e equipe", tuitou a cantora.

A Austrália anunciou 100 casos confirmados de COVID-19, a doença causada pelo vírus, e três mortes.

Miley disse estar seguindo as recomendações de autoridades locais, estaduais, federais e internacionais.

"Mesmo assim, farei uma doação para ajudar as vítimas dos incêndios florestais australianos", afirmou ela, sem dizer o quanto doará.

A World Tour, que organizou o evento, disse que todos os fãs receberão um reembolso integral, mas incentivou doações em apoio ao fundo de vida selvagem e recuperação natural da WWF Austrália e à Fundação de Renovação Rural e Regional.

Embora Cyrus tenha cancelado sua viagem, a World Tour informou que manteria um show do britânico Robbie Williams, previsto para 14 de março em Melbourne.

"Robbie já está a caminho da Austrália", afirmou a empresa em seu site de ingressos.

(Por Sonali Paul)