Mileide Mihaile se declara para o filho, Yhudy, e elogia Safadão: “Pessoa incrível”

·3 min de leitura

Resumo da Notícia

  • Mileide Mihaile fala sobre a relação intensa com o filho, Yhudy, de 11 anos

  • O menino é fruto de seu relacionamento com Wesley Safadão, atualmente eles não estão mais juntos

  • A influenciadora contou como se preparou em relação ao menino para participar de ‘A Fazenda 13’

Mileide Mihaile é, e não nega, uma mãe superprotetora e foi assim que ela passou três meses longe de Yhudy, seu filho, para participar de “A Fazenda 13”. A influenciadora e empresária conversou com o Yahoo! Entrevista dessa semana e contou tudo sobre a relação com o herdeiro.

“O ponto de partida para que eu decidisse entrar num reality foi a maturidade da relação que eu tenho hoje com o meu filho. Ele me apoiar e ele me dar total força, vibrar junto comigo, foi o que me deu muita força para poder realmente aceitar o convite”, afirmou sobre o menino de 11 anos fruto de seu relacionamento com Wesley Safadão.

Divertido e bastante social, o pré-adolescente tem uma personalidade que reflete muito dos pais. “Vejo muitos traços dele que são meus e do pai também, que é uma pessoa incrível. E não me canso de falar de onde eu vim e como é difícil, como as coisas são para que ele realmente esteja internalizando isso”, comentou sobre a criação do menino.

Independente e provedora de sua família, Mileide quer que o filho tenha princípios. “O Yhudy deu muito certo. A cabeça dele, o jeito dele, a forma com que ele trata todas as pessoas. E acho que a gente tem que focar muito nisso. Porque as opiniões sempre vêm. os ataques sempre vêm. os apontamentos sempre vêm, não vai parar de acontecer. Pelo contrário. É até capaz de até aumentar um pouco mais. Só que você tem que estar muito firme”, ressaltou.

Orgulhosos do filho, Mihaile e Safadão gostam de compartilhar vídeos e fotos com o menino, que é blindado de qualquer opinião ou julgamento que possa receber de pessoas alheias nas redes sociais. “Conhecendo como sou com a minha cria. Sempre me protejo da seguinte forma: me trabalho muito! Porque mãe é um bicho louco, muito louco. Você aguenta tudo com você mas se for com filho você vira uma leoa de verdade”, refletiu.

Para passar os três meses confinada, Mileide fez uma operação de guerra. “Me planejo muito me organizo muito. Antes de entrar eu tinha deixado um reforço a mais, digamos assim. Coisa de mãe, é coisa de gente doida entendeu? Metódica! (Risos). Tinha deixado muito bem embasado tudo como queria que ele estivesse: estudando a professora junto com ele acompanhando; na casa do pai; junto com a minha mãe”, revelou.

A vida do filho organizada garantiu que ela não se preocupasse tanto com ele, mas se chocou quando descobriu que a mãe havia descoberto um câncer. “Isso mexeu muito comigo. Me abalou muito. A gente ficou em São Paulo até o último minuto do tratamento dela e não desgrudei um minuto até deixar ela em casa. E se eu já sou muito grudada na minha família depois disso tô muito mais! E revendo vários valores”, concluiu.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos