Microsoft negocia compra do Discord por R$ 55 bilhões

Redação Finanças
·1 minuto de leitura
An Apple iPhone 11 smartphone with the Discord software app logo on screen, taken on January 27, 2020. (Photo by Phil Barker/Future Publishing via Getty Images)
As conversas sobre a compra estão avançadas, mas não há previsão de quando o negócio deve ser fechado (Photo by Phil Barker/Future Publishing via Getty Images)
  • Discord é usado principalmente pela comunidade gamer

  • Estima-se que tenha 120 milhões de usuários mensais

  • Microsoft já tentou adquirir o TikTok e o Pinterest

A Microsoft está negociando para fazer a aquisição da plataforma de conversas Discord por cerca de 10 bilhões de dólares (aproximadamente R$ 55 bilhões, na cotação atual). Estima-se que o programa, que é utilizado principalmente na comunidade gamer, tenha 120 milhões de usuários ativos mensais.

As conversas sobre a compra estão avançadas, mas não há previsão de quando o negócio deve ser fechado, segundo fontes ouvidas pela Bloomberg. Oficialmente, as duas empresas não se pronunciaram sobre o assunto.

Leia também:

O Discord, que tem sede em San Francisco, nos Estados Unidos, é conhecido por ser um serviço gratuito que permite que os jogadores se comuniquem por vídeo, voz e texto.

Microsoft vai às compras

Não seria a primeira vez que a gigante da tecnologia tentaria adquirir outras empresas para expandir sua atuação no mercado. No ano passado, a empresa tentou comprar o aplicativo TikTok e manteve negociações para adquirir o Pinterest.Entre as vantagens para a compra do Discord pela Microsoft seria a oportunidade de agrupar a oferta premium da Discord no serviço Game Pass do Xbox, gerando mais assinaturas.

Recentemente, por 7,5 bilhões de dólares (cerca de R$ 41 bilhões), a dona do Xbox adquiriu a Bethesda, uma das maiores desenvolvedoras de games da atualidade. Com isso, a empresa passou a fazer parte da divisão de jogos da Microsoft com franquias como Fallout, The Elder Scrolls, Doom, Wolfenstein e Dishonored.