Michelle Obama está com ‘depressão leve’: o que é e quais são os sintomas?

·5 min de leitura
A ex-primeira-dama Michelle Obama falou abertamente sobre os problemas de saúde mental que está enfrentando. Nesta imagem, ela é vista durante o BET Awards de 2020 (Getty Images)
A ex-primeira-dama Michelle Obama falou abertamente sobre os problemas de saúde mental que está enfrentando. Nesta imagem, ela é vista durante o BET Awards de 2020 (Getty Images)

Michelle Obama revelou que está sofrendo de “depressão leve” devido a preocupações relacionadas à pandemia de coronavírus, à injustiça social e à gestão de Donald Trump como presidente.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

A ex-primeira-dama, de 56 anos, falou sobre o assunto no último episódio do The Michelle Obama Podcast, disponível no Spotify e contou que sente dificuldade para manter sua rotina de exercícios e de sono. “Acordo no meio da noite porque estou preocupada com algo ou sinto um peso,” admitiu ela. “Tento fazer exercícios, mas tive períodos ao longo dessa quarentena em que estava desanimada demais”.

Leia também

Michelle também revelou que tem passado por altos e baixos emocionais: “acredito que todos estão enfrentando, nos quais não nos sentimos os mesmos. Esse não é um período de muitas realizações, espiritualmente, eu sei que estou lidando com alguma forma de depressão leve”.” revelou a ex-primeira-dama. "Não apenas pela quarentena, mas também por causa da questão racial e por esta administração atual. Assistir à hipocrisia dela, dia após dia, é desanimador”, desabafou.

Michelle Obama foi elogiada por falar abertamente sobre a depressão como uma figura pública importante (Getty Images)
Michelle Obama foi elogiada por falar abertamente sobre a depressão como uma figura pública importante (Getty Images)

Mas o que é depressão leve?

Assim como Michelle Obama, para muitas pessoas as preocupações relacionadas à pandemia de COVID-19 e a outros problemas globais tiveram um impacto importante na saúde mental.

“Sabemos que muitas pessoas estão lutando para manter a saúde mental nesse momento, e há muitas razões diferentes por trás disso, como preocupações com a saúde, com a instabilidade no emprego e as finanças, ou com o bem-estar das pessoas que amamos,” explica Stephen Buckley, Diretor de Informação da Mind.

“É normal se sentir ansioso em momentos de incerteza, mas se você estiver notando sintomas de depressão e ansiedade que duram mais do que duas semanas, que continuam voltando e atrapalhando sua vida diária, vale a pena conversar com alguém em quem você confie, como um amigo, um familiar ou um profissional de saúde”, avisa.

De acordo com o Dr. Niall Campbell, psiquiatra consultor do Priory’s Roehampton Hospital, a depressão tem diferentes níveis de gravidade, que vão desde se sentir infeliz, em sua forma mais leve, até se sentir seriamente doente.

Ele sugere que aqueles que suspeitam estar sofrendo de depressão leve avaliem se estão se sentindo tristes, se não gostam mais das coisas que costumavam gostar, se estão tendo pensamentos negativos e sem esperança em relação ao futuro, e se estão mais irritáveis, dormindo mal e consumindo mais bebidas alcoólicas.

Para identificar a diferença entre a depressão leve e severa, Buckley diz que é necessário buscar ajuda profissional.

“Um profissional de saúde pode fazer uma avaliação para descobrir se os seus sintomas de depressão são leves, moderados, ou graves, com base no tipo, severidade, duração e frequência, e na intensidade com a qual eles afetam a sua vida diária,” diz ele.

A preocupação em relação à pandemia de COVID-19 teve um impacto na saúde mental. (Getty Images)
A preocupação em relação à pandemia de COVID-19 teve um impacto na saúde mental. (Getty Images)

Quais são os sintomas de depressão?

Alguns dos sintomas da depressão leve são similares aos descritos por Michelle Obama ao discutir sua experiência recente com a “depressão de grau leve”.

“Se você tiver uma depressão leve, pode perceber que se diverte menos com as coisas que o divertiam antes, pode sentir que quer se afastar das pessoas que ama, talvez tenha dificuldade para comer, dormir e fazer exercícios, ou, no polo oposto, fazer essas coisas com mais frequência do que estava acostumado,” explica Buckley.

No caso da depressão grave, é provável que o paciente apresente pelo menos um dos seguintes sintomas: pensamentos suicidas, alucinações e delírios, que devem durar por seis meses ou mais.

“Se você está enfrentando uma depressão grave, pode pensar ou fazer coisas para se agredir, ou lutando contra pensamentos suicidas,” acrescenta Buckley.

“Você também pode ter alucinações – ver ou ouvir coisas que os outros não conseguem – e delírios – estados alterados da realidade. Independentemente do tipo de depressão que você tiver, existem formas de tratamento, e todas as pessoas com problemas de saúde mental merecem ter acesso à ajuda de que precisam”.

O que você pode fazer para ajudar?

Então, o que uma pessoa que acha que está sofrendo de “depressão leve”, como Michelle Obama, deve fazer? “Se o seu médico achar que você pode estar enfrentando um problema de saúde mental, como depressão ou ansiedade, ele pode sugerir diversas opções de tratamento,” acrescenta Buckley.

Embora medicamentos para a depressão possam ser úteis para algumas pessoas, nem sempre esta é a melhor opção para os que estão enfrentando um quadro leve da doença. “Ainda que os antidepressivos sejam benéficos para alguns, eles não são a solução para todos os pacientes. De acordo com as diretrizes da NICE, eles não devem ser escolhidos como o tratamento de primeira linha para a depressão leve,” explica Buckley. “Os medicamentos psiquiátricos podem ter efeitos colaterais, que precisam ser avaliados e discutidos com o seu médico antes de começar a usá-los”.

O fato de Michelle Obama ter falado abertamente sobre a sua saúde mental pode ajudar a superar o estigma. (Getty Images)
O fato de Michelle Obama ter falado abertamente sobre a sua saúde mental pode ajudar a superar o estigma. (Getty Images)

As sessões de terapia psicológica são úteis para aqueles que estão sofrendo de depressão leve: “A terapia envolve conversar com um profissional qualificado sobre a sua saúde mental, incluindo seus pensamentos, sentimentos e comportamentos,” explica Buckley.

Adicionalmente, Buckley destaca que as técnicas de autocuidado e mudanças gerais no estilo de vida podem ajudar a controlar a saúde mental e prevenir o desenvolvimento ou agravamento desses problemas.

Marie Claire Dorking