Michelle Batista fala sobre feminismo e relembra personagens fortes

Com personagens fortes, como a decidida garota de programa Magali, de "O Negócio", a atriz Michelle Batista contou como encara a sociedade patriarcal e o feminismo nos dias de hoje.

"Ainda temos isso, né? Uma mulher muito segura, os homens ficam com medo. 'Será que eu vou? Será que não vou?'", apontou. "Eu nunca tive muito problema em paquerar e ser paquerar, sempre fui muito livre nesse sentido."

Buscando seu espaço cada vez mais como mulher, ela observa que ninguém está livre de reproduzir um comportamento machista. Mas o certo é sempre aprender com as falhas.

"O machismo é muito forte e eu acho que a gente precisa ter consciência dos nossos direitos, dos nossos deveres, do nosso lugar no espaço. Claro que eu escorrego também, mas o importante é a gente ter consciência e procurar estar atenta".

Michelle acredita que a saída para a igualdade é tentar melhorar a forma como cada um compartilha o que sabe, além de doar atenção para entender o que o outro diz.

"Homens, habitualmente e culturalmente não são ensinados a falar sobre os sentimentos. Acho que a gente tem que incentivar a igualdade no sentido de que é isso. Tem homens sensíveis, tem mulheres sensíveis, tem mulheres que não são tão sensíveis e homens que também não são".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos