Michele Morrone gravou 'Duetto' antes de virar astro mundial: 'Era um caro bonito'

Michele Marrone e Luísa Arraes no filme
Michele Marrone e Luísa Arraes no filme "Duetto". (Foto: Reprodução/Imagem Filmes)

Duetto”, filme brasileiro estrelado por Luísa Arraes e Marieta Severo, que chega aos cinemas no dia 29 de setembro, e conta com uma participação mega especial: o ator Michele Morrone, de “365 Dias”. Mas quando ele filmou suas cenas, o artista italiano ainda não era um dos grandes astros da Netflix.

No longa, que é ambientado no Brasil e na Itália, ele interpreta o famoso músico Marcello Bianchini e solta a voz com performances emocionantes. O personagem era um dos grandes ídolos de Cora, personagem de Luísa Arraes, que viu o ator se transformar em um sucesso mundial.

“Ele ainda não era um ícone mundial quando a gente trabalhou com ele”, disse a atriz em entrevista ao Yahoo. Ela conta que teve uma boa experiência ao contracenar com Morrone no longa. "Ele foi muito divertido, muito colaborativo”.

"Ele era um caro bonito, gente fina, simpático e pronto. A gente não imaginava", afirmou também Vicente Amorim, o diretor de “Duetto”. “Não havia um deslumbramento nosso: 'Ah meu Deus, o Michele Morrone, símbolo sexual. Ele era um ator...". "Bonito e alto", completou Luisa.

Arraes e Morrone, inclusive, chegam a cantar juntos em uma das cenas do filme. De acordo com a artista, ele foi muito simpático durante as filmagens e estava bastante “animado por fazer o filme”.

A trama de “Duetto” é situada na Itália no ano de 1965 e gira em torno de Cora (Luisa Arraes), uma adolescente brasileira que se muda para a região de Apúlia, na Itália, com a avó logo após perder o pai em um trágico acidente de carro. O filme trará reflexões sobre a família enquanto a protagonista passa por uma jornada de autoconhecimento e amadurecimento. Assista ao trailer: