Michael Bay fará filme sobre pandemia do coronavírus; gravação começa em 5 semanas

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O diretor e produtor americano Michael Bay, 55, vai produzir um filme sobre a pandemia do novo coronavírus, que poderá ser o primeiro a ser gravado em Los Angeles desde que as medidas de isolamento social foram adotadas na cidade. A informação foi divulgada pelo Deadline.

Segundo o site, o longa vai se chamar "Songbird" e deverá ser um thriller na mesma linha de "Atividade Paranormal" (2007) e "Cloverfield" (2008). O filme, de acordo com a publicação, vai se passar daqui a dois anos, quando a pandemia ainda existe, porque o vírus continuaria a sofrer mutações. Conspirações políticas e paranoia pública devem ser assuntos abordados na história. As gravações devem começar em cinco semanas.

A direção será de Adam Mason, que escreveu o roteiro com Simon Boyes. Segundo o Deadline, os cineastas já estão oferecendo treinamento remoto para os atores. Medidas de segurança também estão sendo tomadas para que as gravações possam ser realizadas, respeitando o isolamento social. Como os personagens estão isolados em suas casas, a expectativa é que não sejam necessárias cenas com a participação de muitas pessoas.