Anitta aposta em releitura de vestido do século XIX e faz sucesso no MET Gala

Anitta está de volta ao tapete vermelho mais concorrido do mundo da moda, o MET Gala. O evento acontece em Nova York nesta segunda-feira (2) e tem como tema deste ano uma continuação do evento de 2021 sobre “Gilded Glamour”.

A cantora brasileira, que tem investido cada vez mais em sua carreira internacional, chegou ao evento acompanhada pelo estilista Jeremy Scott, diretor criativo da Moschino. A marca, aliás, assina o vestido vinho em uma releitura de clássicos do século XIX.

Feito sob medida e de cetim duchese roxo, o vestido conta com um decote coração e a chamada cintura peplum, com o volume nas laterais. A peça foi adornada por um longo colar de pérolas de três voltas que circundava todo o colo.

Ela também usou um colar de pérolas, mas menor, no pescoço e brincos da mesma joia. A make clássica ganhou um batom rose e o olho nada marcado, com cílios dramáticos. Quem também usou a marca foi a atriz e cantora Vanessa Hudgens, que é uma das apresentadoras da “Vogue” para o evento. Além de Anitta, Jeremy Scott levou Ariana DeBose e Michaela Jaé Rodriguez ao evento.

Outras estrelas que passaram pelo tapete foram Emma Stone, Emma Chamberlain, Lala Anthony, Elizabeth Schaffer, Wendy Murdoch, Fabiola Beracasa Beckman, Lisa Love, Eaddy Kiernan e a grande anfitriã Anna Wintour.

Neste ano, o tema do baile é a moda dos Estados Unidos, com foco na dicotomia da Era Dourada de Nova York, que compreende um período de tempo de 1870 a 1891. Regina King, Blake Lively, Ryan Reynolds e Lin-Manoel Miranda são os anfitriões oficiais do evento.