Mesmo sem a intenção de dieta, quem come em casa é mais saudável e suscetível a perda de peso, diz estudo

Reprodução/Gif/Youtube/Beyoncé/Colombia

Nem todo mundo tem tempo e, principalmente, habilidades para cozinhar para si mesmo em casa. Mas é bom você dar um jeito e começar a fazer suas refeições com as próprias mãos e garantir uma vida mais saudável.

Um estudo feito pela Bloomberg School of Public Health provou que quem cozinha em casa come de forma mais saudável e consome menos calorias do que aqueles que cozinham com menor frequência. “Quando as pessoas cozinham sua própria refeição em casa, elas consomem menos carboidratos, açúcar e gordura do que aqueles que cozinham menos ou não cozinham, mesmo que não estejam com a intenção de perder peso”, explica Julia A. Wolfson, que lidera a pesquisa.

Também descobriu-se que esses indivíduos que comem em casa costumam escolher alimentos de baixas calorias quando saem ocasionalmente para comer fora. Foram analisados dados de 2007 a 2010 de mais de 9 mil participantes, com idades a partir de 20 anos. Os pesquisadores fizeram perguntas detalhadas sobre o que eles consumiram em um período de 24h assim com outros hábitos alimentares, como a frequência de consumo de fast-food em 30 dias.

O resultado indica que 8% dos participantes cozinham pelo menos uma vez por semana e consomem, em média, 2,301 calorias por dia, sendo 86g de gordura e 135g de açúcar. 38% cozinham seu jantar de seis a sete vezes por semanas, consumindo 2,164 calorias: 81g de gordura e 119g de açúcar, em média. O grupo que cozinha assiduamente são menos propensos a escolher fast-food quando comem fora de casa, o que garante que não ganhem peso extra.

“Obesidade é um problema de saúde pública que contribui para outros sérios danos, incluindo diabetes, alta pressão sanguínea e doenças do coração. Os resultados mostram que quem come em casa tem uma dieta mais saudável. É importante educar a população sobre os benefícios de cozinhar em casa”, completa Julia.