Menopausa prematura "triplica o risco de desenvolver problemas de saúde"

Mulher na menopausa. Foto: Getty Creative

Mulheres que entram na menopausa mais cedo têm três vezes mais chances de sofrer problemas de saúde na terceira idade, diz pesquisa.

Já conhece o Instagram do Yahoo Vida e Estilo? Siga a gente!

Cientistas da Universidade de Queensland, em Brisbane, acompanharam mais de 5 mil mulheres de 40 a 50 anos de idade ao longo de 20 anos.

Leia também

Eles descobriram que as mulheres que entraram na menopausa antes dos 50 anos tinham duas vezes mais probabilidade de desenvolver "multimorbidades" até os 60, e um risco três vezes maior depois dessa idade.

"Concluímos que 71% das mulheres que entraram na menopausa de forma prematura desenvolveram multimorbidades até os 60 anos, em comparação com 55% daquelas que entraram na menopausa entre os 50 e 51 anos de idade", afirma o Dr. Xiaolin Xu, autor do estudo.

"Além disso, 45% das mulheres que entraram na menopausa de forma prematura desenvolveram multimorbidades aos 60, em comparação com 40% daquelas que entraram na menopausa entre os 50 e 51 anos de idade."

A menopausa acontece quando a mulher deixa de menstruar e não pode mais engravidar naturalmente.

É uma parte normal do processo de envelhecimento, que geralmente acontece entre os 45 e 55 anos de idade, de acordo com a NHS.

Conforme as estatísticas do Reino Unido e dos Estados Unidos, as mulheres costumam passar por essa mudança em média aos 51 anos de idade.

A NHS classifica como menopausa prematura aquela que acontece antes dos 45 anos de idade.

Isso pode acontecer por causas naturais ou como resultado de quimioterapia, radioterapia ou cirurgia para remoção dos ovários.

Para descobrir os riscos provocados pela menopausa prematura, os cientistas avaliaram milhares de mulheres de meia-idade que participaram do estudo longitudinal na Austrália.

Elas responderam a um questionário em 1996, com novas entrevistas aproximadamente a cada três anos.

Os questionários perguntavam sobre a ocorrência de alguma destas doenças: diabetes, pressão alta, doença cardíaca, AVC, artrite, osteoporose, asma, doença de obstrução pulmonar crônica, depressão, ansiedade ou câncer de mama.

A multimorbidade foi caracterizada pelo diagnóstico ou tratamento de duas ou mais dessas condições de saúde.