Menino emociona ao pedir remédio para um amigo em carta para Papai Noel

Reprodução/Facebook Ame João Gilberto

A maioria das crianças que enviam cartas ao Papai Noel sempre querem um desejado brinquedo, mas um garotinho de apenas sete anos emocionou a internet ao fazer um pedido completamente inesperado para o bom velhinho.

Leia mais: Após maus tratos, cadela não confiava mais em ninguém até conhecer este bebê

Na carta, Pietro pede ajuda para um amigo chamado João Gilberto, de dois anos, que sofre de uma doença degenerativa. O remédio pedido não é barato e faria a alegria não só do pequeno João, mas também de seu amigo de bom coração.

“Querido Papai Noel, neste dia maravilhoso eu quero pedir presente para o meu amiguinho João Gilberto. Ele está muito doente e o remédio é muito caro, custa três milhões. Eu sei que você só faz brinquedo, mas por favor Papai Noel, ajuda o João”, diz.

Maria de Jesus Ferreira Rocha, a mãe de João, contou ter ficado emocionada ao ver a carta escrita por Pietro. “No dia que o Pietro veio aqui, ele disse que só queria isso, ver o João andando para brincar com ele.

Leia mais: Com síndrome rara, menina menstruou aos 4 anos e agora passa pela menopausa

A amizade entre os meninos começou quando a mãe de Pietro começou a ajudar a família de João. A doença do menino foi identificada logo nos primeiros meses de vida. “Ele tinha mais ou menos uns oito meses quando comecei a perceber algo diferente nas mãozinhas dele, que tremiam bastante. Daí comecei a correr atrás de médicos. Aqui não consegui o diagnóstico porque era muito caro e eu não tenho recursos, mas consegui uma vaga em Brasília”, relembra Maria, que mora o Tocantins.

O diagnóstico foi de atrofia muscular espinhal (AME), tipo 2 — uma condição degenerativa que provoca fraqueza muscular e perda progressiva dos movimentos. Através de uma campanha online, a mãe espera conseguir o valor necessário para comprar o medicamento. “Não é fácil para uma mãe ficar olhando para um ser tão pequeno sem saber o que fazer… daí gravei um vídeo pedindo ajuda e joguei nas redes sociais”.

Caso consiga o remédio, João terá a chance de interromper o avanço da doença e poderá, por exemplo, aprender a andar.