Menina de 11 anos tem rede social invadida e sofre ameaças racistas: "macaca, vou te achar e te matar"

·1 minuto de leitura
Foto: Getty Images
Foto: Getty Images

Uma criança de 11 anos foi alvo de xingamentos racistas e de ameaças numa rede social. A menina possui uma página em uma dessas redes no Rio de Janeiro que foi invadida. As informações são da TV Globo.

No último dia 11, a garota percebeu que sua conta foi invadida por terceiros e foi renomeada para “Canal da Macaca Magrela”. O agressor ainda enviou uma mensagem para a criança com os dizeres “vou te achar e te matar". A família registrou o caso na polícia.

Leia também

À TV Globo, a menina conta que está com medo até de sair de casa depois do episódio.

“Eu sinto medo de sair na rua. A gente não sabe como é a pessoa, não sabe a intenção dela”, disse a menina à emissora.

O pai da menina afirmou que a filha não tem conseguido dormir e detalhou o teor das ameaças.

“Falaram que iam cortar ela todinha em picadinhos, que iam matá-la. Coisas que não se falam nem para um adulto, quanto mais para uma criança”, disse.

As ameaças vieram à tona pela própria menina, que tomou a iniciativa de contar aos pais, o que fez com que o caso chegasse à polícia.

“Ainda bem que ela contou tudo para gente. Ela ligou, eu tava trabalhando e fiquei desesperado. A minha mulher também estava chorando. Enfim, falando que tinham invadido o canal dela e estavam chamando ela de magrela, de vadia e com crime de racismo também, chamando ela de macaca", revelou o pai.