'Men: Faces do Medo' estreia e 'Homem-Aranha' volta aos cinemas em versão estendida

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Poucos depois do sanguinolento "X - A Marca da Morte", a produtora A24 traz seu novo terror para as praças brasileiras —"Men: Faces do Medo", que transforma a masculinidade tóxica e os relacionamentos abusivos num desafio sobrenatural para a sua protagonista.

O longa é de Alex Garland, conhecido pelo cult "Ex_Machina: Instinto Artificial", de 2014, e acompanha uma jovem que sai de férias sozinha no interior da Inglaterra após a morte de seu ex-marido. Mas ela não consegue relaxar, já que os homens da região parecem ser um pouco mais estranhos que o normal.

Dentre os outros chamarizes da semana —que começa a ter sessões de alguns novos filmes já nesta quarta para aproveitar o feriado do 7 de Setembro— há uma figurinha repetida.

"Homem-Aranha: Sem Volta para Casa - Versão Estendida" entra em cartaz com uma metragem tão quilométrica quanto seu título. O filme de duas horas e meia que liderou as bilheterias no final do ano passado volta agora com mais 11 minutos de cenas inéditas.

Além destas, os cinemas de São Paulo recebem mais 11 estreias. São vários documentários nacionais, seguindo uma tendência recorrente, tais como os premiados "O Território" —sobre os conflitos do povo Uru-eu-wau-wau com grileiros— e "Aquilo que Eu Nunca Perdi" —sobre a cantora Alzira E. Já "5 Casas" é uma obra experimental sobre histórias particulares de uma cidade no Rio Grande do Sul, enquanto "O Grande Irmão - O Dia Que Durou 21 Anos 2" investiga a participação dos EUA no golpe militar chileno.

A safra de produções nacionais traz ainda a animação "Tromba Trem: O Filme", baseada na célebre série que teve repercussão internacional, e a comédia "Minha Família Perfeita", em que um publicitário tem a ideia de contratar atores de um comercial para interpretarem seus pais em busca de conquistar sua paixão.

Os lançamentos internacionais incluem "Ingresso para o Paraíso", comédia romântica com Julia Roberts e George Clooney, e o francês "O Próximo Passo" sobre uma bailarina clássica que se reencontra na dança contemporânea após uma lesão.

Saiba mais sobre as estreias a seguir.

*

5 Casas

Esse documentário experimental investiga de maneira lírica as conexões entre cinco casas e cinco histórias que atravessam gerações numa pequena cidade no interior do Rio Grande do Sul, examina a memória por meio de fotografias e da própria geografia local.

Brasil, 2021. Direção: Bruno Gularte Barreto. 12 anos

Amira

Uma jovem palestina se orgulha de ter o pai como prisioneiro de guerra —ainda que toda a sua relação com ele tenha sido construída em visitas na prisão. Até sua concepção, de alguma forma, foi à distância, já que ela nasceu a partir do esperma contrabandeado do presídio. Mas quando o homem decide ter um novo filho com a mãe de Amira, usando esse mesmo método, descobre-se que ele é infértil. Então quem é, afinal, o verdadeiro pai da protagonista?

Arábia Saudita, Egito, Jordânia, 2021. Direção: Mahamed Diab. Com: Saba Mubarak,Tara Abboud,Ali Suleiman. 16 anos

Aquilo que Eu Nunca Perdi

Vencedor do festival In-Edit, o filme se debruça sobre a cantora Alzira E, um dos vários membros da musical família Espíndola. A sul-mato-grossense construiu uma sólida carreira como instrumentista e compositora, e reuniu parcerias célebres com Itamar Assumpção, Ney Matogrosso, sua irmã Tetê Espíndola, entre outros.

Brasil, 2021. Direção: Marina Thomé. 12 anos

O Grande Irmão - O Dia Que Durou 21 Anos 2

Dez anos depois do documentário "O Dia que Durou 21 Anos", sobre a participação dos EUA no golpe de 1964, o diretor Camilo Tavares volta ao assunto para discutir como o governo americano ajudou o golpe militar que derrubou o presidente Salvador Allende no Chile. O filme traz documentos inéditos e mostra os antecedentes e os bastidores do dia 11 setembro de 1973, e aborda a ditadura do general Pinochet que durou 17 anos.

Brasil, 2022. Direção: Camilo Tavares. 14 anos

Homem-Aranha: Sem Volta para Casa - Versão Estendida

Lembra do filme que chegou ao topo das bilheterias em dezembro de 2021? Pois bem, "Sem Volta para Casa", que já tinha suas duas horas e meia de duraçãp, volta aos cinemas com 11 minutos adicionais que fazem menções ao vilão Mysterio, morto em "Longe de Casa". De resto, como já se sabe, a trama une os Homens-Aranha vividos por Tom Holland, Andrew Garfield e Tobey Maguire lutando contra uma penca de vilões do multiverso.

EUA, 2021. Direção: Jon Watts. Com: Benedict Cumberbatch, Zendaya, Tom Holland. 12 anos

A Luta de uma Vida

O longa reconta a história de Harry Haft, um sobrevivente de Auschwitz que só conseguiu sair de lá vivo após ser forçado a lutar contra outros prisioneiros para entretenimento dos nazistas. Ele escapa e acaba em Nova York, onde segue carreira como lutador enquanto é assombrado por suas memórias —mas sempre em busca do seu grande amor, que ele deixou na Europa.

EUA, 2021. Direção: Barry Levinson. Com: Ben Foster, Billy Magnussen e Vicky Krieps. 14 anos

Ingresso para o Paraíso

O retorno de Julia Roberts às comédias românticas vem acompanhado de George Clooney como seu par —na trama, o odiado ex-marido—. Na história, os dois viajam para Bali, na Indonésia, para impedir o casamento da filha com um rapaz que ela acabou de conhecer. Eles temem que ela se frustre como eles, décadas atrás, mas, previsivelmente, o amor parece estar no ar úmido desse lugar paradisíaco.

EUA, 2022. Direção: Ol Parker. Elenco: George Clooney, Julia Roberts e Kaitlyn Dever. 14 anos

Men: Faces do Medo

Após perder o marido numa tragédia, uma mulher decide tentar espairecer no interior de Inglaterra. Mas em vez de cura, ela começa a se deparar com homens estranhos e começa até a ser perseguida por um deles. Sendo um filme da produtora A24, não demora muito para a bizarrice se unir com temas sociais para que um pesadelo cinematográfico se instaure.

Reino Unido, 2022. Direção: Alex Garland. Com: Jessie Buckley, Rory Kinnear e Paapa Essiedu. 16 anos

Minha Família Perfeita

Para impressionar a mulher dos seus sonhos, um publicitário renega a própria família —que ele considera ser um pouco desajeitada— e contrata uma autêntica família de comercial de margarina, literalmente. Os atores, porém, parecem não saber como trabalhar fora do script, o que vai dar sustento a muitas das piadas dessa comédia com Rafael Infante.

Brasil, 2022. Direção: Felipe Joffily. Com: Rafael Infante, Isabelle Drummond e Zezé Polessa. 12 anos

Pinocchio: O Menino de Madeira

Calma, essa ainda não é a versão live-action com Tom Hanks que estreia diretamente no streaming Disney+ nesta quinta (8). Com orçamento menor, a animação é uma adaptação do clássico infantil dirigida por um russo e traz algumas modificações pouco ortodoxas —como trocar o grilo falante por um cavalo, enquanto é o boneco de madeira vira um acrobata num circo itinerante e lá se apaixona por uma das artistas.

EUA, 2022. Direção: Vasiliy Rovenskiy. Livre

O Próximo Passo

Sucesso no festival Varilux e nas bilheterias da França, a trama traz uma promissora bailarina clássica que se machuca após flagrar seu namorado com outra. Os médicos dizem que é o fim da sua carreira, mas ela vai fazer de tudo para encontrar novos rumos no mundo da dança contemporânea.

Bélgica, França, 2022. Direção: Cédric Klapisch. Com: Denis Podalydès, Marion Barbeau e Hofesh Shechter. 12 anos

O Território

Com coproduzido pelo povo Uru-eu-wau-wau, o documentário aborda a luta dos indígenas contra o desmatamento na Amazônia e os posseiros e garimpeiros que exploram a riqueza dessas terras. Dirigido pelo americano Alex Pritz, o longa foi destaque nos festivais de Sundance e no É Tudo Verdade, além de ter produção do cineasta Darren Aronofsky.

Brasil, Dinamarca, EUA, 2022. Direção: Alex Pritz. 12 anos

Tromba Trem: O Filme

O longa da série animada brasileira que foi exibida em diversos países mostra as aventuras de Gajah, o elefante indiano sem memória que acabou parando no cerrado brasileiro. Aqui ele vai da fama à fossa e terá de se reunir com outros amigos para desvendar o mistério por trás de estranhos raptos de animais.

Brasil, 2021. Direção: Zé Brandão. Livre