Meghan Markle quer aproximação de Harry e Charles

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Meghan Markle, 41, quer que os príncipes Harry, 37, e Charles, 73, filho e pai, voltem a se entender depois que o casal se afastou da vida real -o sogro deixou de atender as ligações do filho desde que ele se mudou com a família para a Califórnia. A afirmação foi feita pela duquesa de Sussex em entrevista à revista The Cut, de Nova York, publicada nesta segunda-feira (29).

Meghan falou sobre o relacionamento distante com o pai, Thomas Markle, a quem enviou uma carta quando se casou com Harry pedindo para ele parar de dar entrevistas a tabloides. Segundo a duquesa, não foi apenas a sua relação paterna que ficou abalada.

"Harry me disse: 'Perdi meu pai neste processo'", disse a duquesa sobre como o marido se sentiu ao se afastar da família real britânica. "Não precisa ser assim para eles [Harry e Charles] como foi para mim, mas essa é a decisão dele", acrescentou.

Uma fonte real falou à People que foi fantástico o encontro do casal de duques com o príncipe Charles e a esposa Camila Parker Bowles, quando visitaram o Reino Unido para a celebração do jubileu da rainha Elizabeth. Charles ficou emocionado em rever os netos Archie, 3, conhecer Lilibet.

Meghan disse ainda está se curando as experiências negativas que passou na família real e que o perdão é realmente importante. "É preciso muito mais energia para não perdoar. Mas é preciso muito esforço para perdoar, realmente fazer um esforço ativo, especialmente sabendo que posso dizer qualquer coisa."

O duque e a duquesa de Sussex estão retornando ao Reino Unido na próxima semana para uma série de eventos de caridade. Eles também viajarão para a Alemanha para iniciar os Jogos Invictus do próximo ano em Dusseldorf.

"Meghan e o príncipe Harry têm o prazer de visitar várias instituições de caridade no início de setembro", disse um porta-voz do casal. Mas ainda não está claro se o casal verá membros da família real durante a visita.