Meditação infantil: saiba como funciona e quais são os benefícios para os pequenos

Redação Vida e Estilo
Meditação ajuda a diminuir ansiedade de crianças e auxilia na concentração (Getty Images)
Meditação ajuda a diminuir ansiedade de crianças e auxilia na concentração (Getty Images)

A meditação é uma prática introspectiva, uma ação interna. Trata-se de um estado de consciência que pode ser alcançado aos poucos com uma prática regular que pode promover a diminuição do estresse e da ansiedade, assim como ao aumento de foco e de empatia.

Já conhece o Instagram do Yahoo Vida e Estilo? Siga a gente!

Mas não só os adultos precisam de pausar os fluxos de pensamentos. As crianças também necessitam de momentos de pausa na rotina. “Em um mundo tão agitado, conectado e repleto de estímulos por todos os lados, apreciar um momento de paz e silêncio parece impensável, ainda mais para os pequenos que esbanjam energia. Mas talvez isso seja extremamente interessante para o desenvolvimento infantil, explica a terapeuta Thaís Guedes Georgini.

Leia também

Eletrônicos e ansiedade

No dia a dia, as crianças têm que lidar com questões como bullying, problemas familiares, estresse causado por muitas atividades, o uso excessivo de eletrônicos, entre outras demandas que acabam deixando muitas delas ansiosas. Algumas ficam com problemas de atenção, concentração, foco e até com comportamento agressivo. Por isso, mais do que nunca, atividades de concentração, foco e pausa – como a meditação – são tão necessárias para o bem-estar das crianças.

Benefícios da Meditação Infantil

Georgini, que é uma das idealizadoras de A Mágica da Meditação, projeto voltado especialmente para meditação infantil, explica que as crianças se beneficiam de diferentes formas com a prática meditativa.

“Para crianças, há diversos benefícios como controle da ansiedade e agressividade, melhor concentração nas atividades diárias, melhora da autoestima, promoção de relaxamento, diminuição da hiperatividade e do estresse. Há ainda o estímulo à criatividade, memória e imaginação, ampliação de sensibilidade entre os coleguinhas, apreciação do silêncio, entre outros benefícios que a própria criança percebe no dia a dia”, conta Georgini.

Como inserir a meditação na rotina das crianças

As crianças são curiosas por natureza e, geralmente, estão interessadas em aprender coisas novas. Então, para iniciar a prática meditativa com uma criança, basta uma abordagem gentil e convidativa. Thais explica que, para uma começar a meditar na infância, é importante ter um adulto com experiência em meditação instruindo a prática, conduzindo a meditação e criando uma atmosfera gentil e própria para a atividade. “É importante o interesse da criança em meditar, a prática de meditação nunca deve ser por obrigação ou por punição”, ressalta.

A meditação para crianças é diferente da realizada por adultos no modo como é apresentada. “Em cada fase da vida temos diferente modos de aprendizagem, por isso utilizamos recursos lúdicos que facilitam a compreensão e o processo de meditar. Com as crianças usamos técnicas de exercícios atencionais, meditação mindfulness, visualização e meditação criativa”, conclui Georgini.