Inocentado, MC VK reaparece e fala sobre morte de Kevin: “Não vi o que aconteceu”

·2 min de leitura
Mc VK estava com Kevin quando ele morreu, no início de 2020 (foto: reprodução / instagram @mcvk.oficial)
Mc VK estava com Kevin quando ele morreu, no início de 2020 (foto: reprodução / instagram @mcvk.oficial)

Resumo da Notícia:

  • O funkeiro estava com o então melhor amigo no quarto de hotel onde Kevin caiu 

  • Eles estavam acompanhados de uma garota de programa quando o artista pulou da sacada 

  • Desde a morte do amigo, VK ficou longe dos olhos do público até a resolução da investigação policial

Cerca de sete meses após a morte de MC Kevin e a conclusão do inquérito sobre a morte do cantor, o MC VK reapareceu em público e republicou seu primeiro pronunciamento sobre o caso. Ele foi inocentado de qualquer participação na queda do amigo da saca de um hotel do Rio de Janeiro.

“Estou aqui na maior humildade, às vezes nem sabendo me expressar direito, mas eu sei que eu tenho essa missão. Tudo o que eu passei, não quero me vitimizar, mas mexeu com o meu racional, meu emocional. Foi um peso absurdo que eu tive que me calar porque eu não ia ter credibilidade, não ia ter voz ativa, ninguém ia acreditar em mim. Tive que esperar na justiça de Deus e na justiça do homem que provou pela investigação, pela perícia que eu não tive participação de nada do acontecido", disse o MC em um vídeo compartilhado nas redes sociais.

Mc VK compartilhou um clique antigo com Kevin (foto: reprodução / instagram @mcvk.oficial)
Mc VK compartilhou um clique antigo com Kevin (foto: reprodução / instagram @mcvk.oficial)

VK estava com o cantor no quarto em que tudo aconteceu. Eles estavam acompanhados de uma garota de programa. “Não vi o que aconteceu, do fundo do meu coração, não vi. As pessoas queriam que eu explicasse o que eu não tinha entendido. Falaram que mandei um áudio depois, nada a ver. Teve testemunha falsa, nunca pisou no Brasil. O que mandei mal mesmo foi não ter falado com a mãe dele”, disse sobre Valquíria Nascimento.

Ele continuou contando sobre o que pretende fazer a partir de agora. “Não falei com a mãe dele até hoje por sofrer ameaças. Foi muita bagunça. Deixei o celular na delegacia, vim para São Paulo, fiquei na casa de um amigo. A noite virava dia, minha mente ficou maluca. Peço desculpas para a mãe dele, quero falar olhando no olho dela, pedir perdão, ouvir o que ela tem para falar. Tirar esse peso nela e dentro de mim”, concluiu.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos