MC Loma diz sofrer mais ataques após gravidez e quer evitar expor a filha

*Arquivo* SÃO PAULO, SP, 02.04.2019 - Retrato da cantora MC Loma. (Foto: Bruno Santos/Folhapress
*Arquivo* SÃO PAULO, SP, 02.04.2019 - Retrato da cantora MC Loma. (Foto: Bruno Santos/Folhapress

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Críticas nunca faltaram na vida da cantora MC Loma. Quando despontou para a fama com o vídeo modesto e divertido de "Envolvimento", quatro anos atrás, os ataques e dúvidas sobre seu talento já estavam lá. E esses comentários nunca pararam.

Na época, ela tinha 15 anos e era dona do hit do Carnaval de 2018. Desde então, Loma deixou Pernambuco rumo a São Paulo, alcançou a maioridade, protagonizou polêmicas e lançou novas músicas, mesmo não tendo repetido o sucesso de "Envolvimento".

"No começo foi muito difícil ler e ouvir certas coisas, mas hoje decidi não ligar, não me apegar tanto assim", afirma ela, que já dançou no palco com Anitta, mas também ouviu muitos ataques de que não é uma artista. "Passamos por isso, e passamos até hoje".

"Dizem que a gente não canta, que nossa música não é música. Comentários que veem até de outros artistas, falando que não passaríamos de 'Envolvimento', que íamos flopar, que esqueceriam a gente", recorda em conversa com o F5 numa noite fria de maio.

Mas Loma não foi esquecida. Até deu uma pausa na música por causa da pandemia, mas continua ativa nas redes sociais, hoje sua principal renda. Convive com uma legião de fãs e de haters, e está passando pela maior mudança de sua vida: a maternidade.

"Fiquei assustada [com a novidade]. Pense: 'meu deus, e agora?'. Foi um baque, sou muito nova, tenho muito o que conquistar ainda, mas depois de uns meses consegui assimilar tudo. Agora é só felicidade e ansiedade para ver o rostinho da minha bebê."

Melanie está prevista para chegar em 15 de setembro, uma virginiana, avisa Loma, mesmo confessando não entender muito sobre signos. "Espero que ela seja organizada, porque eu não sou nem um pouco, sou preguiçosa", diz a cantora caindo na gargalhada.

Apesar do susto da mãe, o bebê foi motivo de alegria para toda a família. Loma conta que seus pais celebraram a novidade e seus irmãos -ela tem dois meios-irmãos, uma irmã de 29 e um irmão de 24 anos- saíram para comprar as primeiras roupinhas.

A rede de apoio é completada pelas gêmeas Mirella e Mariely Santos, 22, suas parceiras na música, desde a época de "Envolvimento", e sua família em São Paulo, já que pais e irmãos continuam em Pernambuco.

Hoje, as três não moram mais juntas, como foi pelos últimos anos, mas estão todas no mesmo condomínio, em São Bernardo do Campo (Grande SP). Loma preferiu ter um apartamento só seu, onde viverá com Melanie --e sua mãe nos primeiros meses.

Mas e o pai do bebê? Loma já afirmou em suas redes sociais, ao anunciar a gravidez, que não estava namorando, engravidou de um ficante e que não pretende divulgar seu nome. "Acho que ele não vai participar tanto da vida dela", diz ela, sem muitos detalhes.

"Nesse momento, ele até está participando, mas acho que não vai ser uma coisa de todos os dias, até porque não moramos na mesma cidade. Mas ele vai, sim, estar comigo sempre que ela precisar", completa a cantora admitindo não gostar do assunto.

Os perrengues de criar uma filha sozinha, no entanto, não a incomodam. "É uma responsabilidade muito grande, mas não acho que estou tão sozinha, tenho uma rede de apoio muito grande, a palavra sozinha nem passa pela minha cabeça", garante.

Mais uma vez, são os haters e ataques que recebe na web que desmotivam Loma também na gravidez. Até a maternidade virou munição para esse tipo de comentário. "Acho até que eles pioraram um pouco depois que fiquei grávida, que eu anunciei que estou grávida."

"Tenho recebido muito mais haters. E fico mais triste porque muitos são de mulheres. Falam que sou desleixada, que a gravidez aconteceu por culpa minha e me atacam pelo fato de eu não querer mostrar o pai da criança. É uma luta esse mundo da internet."

Com isso, Loma tem repensado a ideia de mostrar sua filha em suas redes. Segundo ela, a ideia é esperar um tempo, preservar tanto Melanie quanto ela mesma. "Não quero que meu bebê absorva essa energia negativa, quero proteger ela", afirma.

Mas a música, a pequena Melanie deve acompanhar desde cedo. Loma vai continuar em pausa com a carreira musical por enquanto, mas assim que der quer lançar coisas novas e sair em turnê, podendo levar a filha em alguns shows mais próximos.

A cantora, que quando criança sonhava ser policial, já tem músicas prontas, "alguns brega-funks com artistas do Recife", afirma ela. "Está tudo pronto, só esperando eu me recuperar para darmos continuidade. Eu com as gêmeas. Sempre estaremos juntinhas, o tempo todo."

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos