McFly reflete sobre pausa na banda: “Período menos feliz da minha vida”

McFly reflete sobre pausa na banda: “Período menos feliz da minha vida”

A passagem do McFly pelo Brasil tem sido bastante agitada. Os meninos da banda inglesa, que retornaram ao país após 10 anos, já se apresentaram em São Paulo, Belo Horizonte e Porto Alegre. Em entrevista exclusiva ao Yahoo!, eles anteciparam que os planos para cantar em terras brasileiras nunca foram descartados.

Após um período em hiatus, o McFly anunciou em 2019 que voltaria aos palcos (e incluiu o Brasil nesse plano). Harry Judd, o baterista do grupo, conta que mesmo com a pandemia de coronavírus, o desejo de voltar para cá nunca deixou o coração do grupo: “Foi muito difícil. Nós recebemos perguntas sobre quando iriamos retornar ao Brasil o tempo todo. Foi um período muito emotivo pra gente”, disse. “Mas nós sabíamos que iríamos voltar”.

E a chegada do grupo em terras brasileiras veio com um combo de momentos fofos dos meninos com os filhos de suas fãs - que agora são adultas e algumas delas, mães. “É incrível essa nova geração de fãs do McFly nascendo, né? Só de ver que uma fã trouxe seu bebê para o hotel, para curtir com a gente, eu precisava abraçá-lo. Ele era muito fofo”, brincou Danny Jones, vocalista.

Primeiros shows no Brasil

O McFly fez duas apresentações em São Paulo, uma em Belo Horizonte, e outra em Porto Alegre. Nesta terça-feira (24), o grupo se apresenta em Ribeirão Preto, interior da capital paulista.

“Estávamos muito animados, para falar a verdade. Envolveu bastante alagamento, nós levamos essa parte muito a sério”, conta Dougie Poynter, o baixista da banda, sobre retornar aos palcos com 10 anos a mais. Na última apresentação do McFly no Brasil ele tinha cerca de 24 anos.

Ele ainda enfrentou outro desafio para as apresentações em São Paulo: substituir os vocais de Tom Fletcher, que estava com dores de garganta. “Tive uma sensação meio ‘eita, vou precisar cantar algumas coisas que eu não estava acostumado a cantar’”, conta o cantor, reforçando que se sentiu um pouco inseguro com essa responsabilidade. O resultado acabou agradando bastante os fãs no Brasil - principalmente porque Dougie é um dos mais tietados.

Para o show de hoje a noite em Ribeirão preto, Tom deve assumir os vocais completamente ao lado de Danny Jones.

Y2K de volta

O McFly surgiu em 2004, e disputava espaço nas rádios com nomes como Paramore, My Chemical Romance e Avril Lavigne. Coincidentemente ou não, esses são artistas que recentemente anunciaram seu retorno ao palco.

Hayley Williams recentemente subiu ao palco do Coachella para dividir os vocais com Billie Eilish. Avril Lavigne está com data marcada para desembarcar no Brasil (no Rock in Rio, em xx e em São Paulo, em 7 de setembro). A banda emo liderada por Gerard Way acaba de lançar um novo single

“É muito bom voltar, né?”, celebra Harry, enquanto Dougie se pergunta se o McFly se encaixa nessa vibe Y2K retornando (eu precisei argumentar que sim). “Nós fizemos um álbum que se baseia em guitarras, baterias fortes. Nós queríamos replicar como a gente soava ao vivo, e estamos bastante animados para lançar novas músicas. O timing parece ser meio coincidência, como você disse que essa era está voltando. Mas ainda assim, eu acho que vamos continuar explorando guitarras e bateria mais marcadas”, explica o baterista.

“Acima disso tudo, é importante se divertir fazendo as músicas”, relata Jones. “As vezes eu sinto que as coisas ficam muito sérias, muito cômodas. É importante se divertir gravando”, finaliza.

Vida sem McFly

Depois de lançar álbuns de sucesso, turnês lotadas e até protagonizar um filme ao lado de Lindsay Lohan, o McFly decidiu, no início de 2017, que seria a hora de dar uma pausa na carreira.

“Eu tive a oportunidade de ver meus filhos crescerem, o que foi muito legal”, ressalta Harry, que é pai de Lola, Lockie e Kit. “Eu tenho memórias muito bonitas das minhas crianças, mas foi o período menos feliz da minha vida enquanto adulto. A banda não estava acontecendo, e eu achava que era uma péssima ideia”, conta. “Foi uma epifania”, completa Doug. “Eu pensei: então é assim que a minha vida é sem o McFly? Não gostei”, brincou.

E parece que o sentimento de vazio sem o McFly em atividade não valeu apenas para os fãs. “Pessoalmente, eu senti o mesmo, mas eu sinto que consegui escrever muitas músicas que me ajudaram. Naquele período, eu aprendi muito sobre mim mesmo. Foi daí que surgiu Wild and Young”, revela Danny. O single, que faz parte da setlist do grupo no Brasil, é um dos principais no disco mais recente do McFly, “Young Dumb Thrills”.

Confira a agenda do McFly no Brasil:

Ribeirão Preto

  • Data: 24 de maio de 2022 (terça-feira)

  • Local: Arena Eurobike - Rua Edgar Rodrigues ,373, - Ribeirão Preto – SP

  • Ingressos: de R$ 150 (meia-entrada arquibancada) a R$ 500 (camarote)

  • Venda de ingressos pelo site Alpha Tickets

Rio de Janeiro

  • Data: 26 de maio de 2022 (quinta-feira)

  • Local: Qualistage - Av. Ayrton Senna, 3000 - Barra da Tijuca, Rio de Janeiro

  • Ingressos: Só há ingressos para pista - R$ 234,50 (inteira) e R$ 176 (meia)

  • Venda de ingressos pelo site Tickets for Fun

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos