Maurício Mattar é transferido para hospital de São Paulo após enfarte

João Pedro Malar*


O ator e cantor Maurício Mattar foi transferido para o Instituto do Coração do Hospital das Clínicas (Incor) de São Paulo nesta terça-feira, 17, após sofrer um enfarte e ser internado na madrugada de segunda-feira, 16.


A informação foi divulgada pela equipe do artista, que informou que ele teve uma "noite tranquila" no centro médico onde estava e foi transferido em uma UTI móvel para a capital paulista, chegando por volta de 15h.


Já no Incor, Mattar realizará novos exames, continuando seus cuidados com a saúde.

Entenda o que aconteceu com Maurício Mattar

No domingo, 15, o ator se sentiu mal após aumento da pressão arterial. Na madrugada de segunda-feira, por volta de 3h30, ele deu entrada no Hospital Estadual de Bauru depois de ser atendido na Unidade de Pronto Atendimento Geisel, no mesmo município.

Após avaliação médica, foi identificado que Maurício Mattar havia sofrido um enfarte. Consciente e apresentando quadro estável, ele foi transferido para o Hospital das Clínicas de Botucatu, onde foi submetido a um cateterismo. O procedimento detectou uma pequena obstrução e não foi necessário fazer cirurgia.

Nesta terça-feira, o artista chegou à capital paulista para realizar uma série de exames, que fazem parte do tratamento. Ele deve seguir com mudanças de hábitos, segundo informou a equipe do ator.

O que é enfarte?

As doenças cardiovasculares são as que mais matam homens e mulheres ao redor do mundo. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), 17,9 milhões de pessoas morrem todos os anos devido a alguma complicação cardíaca ou de vasos sanguíneos — o equivalente a 31% de todas as mortes mundiais. O enfarte é um dos principais motivos de óbito e ocorre devido ao entupimento das artérias responsáveis por levar sangue para o coração.

Sem a passagem de sangue, o órgão sofre também com a falta de oxigênio, o que provoca a morte das células naquela região. A principal causa de enfarte é a aterosclerose, doença caracterizada pelo acúmulo de gordura, colesterol e outras substâncias no interior das artérias coronárias. Quando alguma dessas placas obstrutivas se rompe, forma-se um coágulo e há interrupção do fluxo sanguíneo.

Causas do enfarte

Os fatores de risco para a ocorrência de um enfarte são variados, mas os principais são tabagismo, colesterol alto, hipertensão, obesidade, dieta inadequada, estresse e diabete. Fatores genéticos também podem contribuir.

Sintomas do enfarte

O sintoma clássico de um enfarte é desconforto ou dor forte no peitoral que se espalha para rosto, costas e braço esquerdo. Nas mulheres, os sinais são mais discretos e, em alguns casos, diferentes, como dor de estômago. Entenda melhor aqui.

Essa dor no peito costuma ser intensa, durar bastate tempo e vir acompanhada da sensação de peso ou aperto sobre o tórax. Pode haver ainda suor frio, palidez, falta de ar e sensação de desmaio.

Prevenção do enfarte

A principal recomendação dos especialistas é manter uma vida saudável, com alimentação balanceada, prática de exercícios físicos e interrupção de hábitos nocivos, como alcoolismo e tabagismo. Esse estilo de vida previne o enfarte e outras doenças que podem levar ao quadro.

*Estagiário sob supervisão de Charlise Morais