Matthew McConaughey relembra ataque sexual sofrido aos 18 anos

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - Quando lançou a sua autobiografia "Greenlights", há dois anos, o ator Matthew McConaughey contou ter sofrido violências sexuais na adolescência e juventude. Em entrevista recente ao podcast "The conversation: about the men", da britânica Amanda de Cadenet, o ator relembrou os traumas e ainda contou sobre as conversas que teve com o pai relacionadas as intimidades sexuais.

"O meu pai sempre teve essa coisa quando nos ensinou o beabá do sexo. 'Você já está beijando?' e eu disse: 'Sim, senhor.' E ele falou: 'Bem, vai ser mais do que isso um dia. Provavelmente você vai ficar mais íntimo e haverá os seios, e abaixo da cintura'. Estou parafraseando, e ele diz: 'Vai acontecer com você também'", começou McConaughey na entrevista.

O ator contou que foi chantageado a fazer sexo quando fez 15 anos e que, com 18, ele foi drogado e abusado sexualmente por um homem em uma van. Ele chamou de "feio" o ataque e disse ainda ter deixando claro para o agressor que aquilo não estava certo."Eu fui muito claro. Isso não estava certo, isso não era legal, não era assim. Foi feio", destacou ele.

McConaughey também assumiu que aprendeu com os pais o respeito às mulheres e saber diferenciar um relacionamento sexual saudável de um que não era."Fui orientado por meus pais sobre respeito por uma mulher, respeito pelo relacionamento, respeito pela intimidade sexual, respeito pelo espaço", disse para logo completar. "Tive algumas relações sexuais saudáveis e tive garotas que eu gostava e gostavam de mim, e lentamente nos tornamos íntimos. Era bonito e desajeitado, e todas essas coisas, mas não era feio assim", explicou o ator, que hoje é casado com a brasileira Camila Alves. O casal tem três filhos.