Marquezine foge da imprensa e famosos precisam “fazer sala” em troca de ingressos VIP

Foto: Reprodução/Lucas Teixeira/Marcos Ferreira

Por Ana Cora Lima

Bruna Marquezine no Rock in Rio? Sim. Depois um temporada na Europa a atriz mal chegou ao Brasil e foi direto conferir o show de Red Hot Chili Peppers. Acompanhada do casal Bruno Gagliasso e Giovana Ewbank, ela entrou rapidamente no espaço vip plus ( sim, tem isso - o vip mais vip) do camarote principal do evento. Tanta pressa tinha um motivo: Bruna queria mesmo era fugir da imprensa.

Já conhece o Instagram do Yahoo Vida e Estilo? Siga a gente!

Mas nem todos os famosos gozam do prestígio de uma Marquezine, não é mesmo? E isso explica o tour pelos lounges que várias celebridades tiveram que fazer na quarta noite do Rock in Rio em troca de ingressos duplos, no máximo triplo. Ou seja, quer levar os amigos, precisa dar oi para todo mundo e fazer aquela sala.

Leia também

Foto: Rogério Fidalgo/Agnews

Flagrado em um momento íntimo na varanda de um hotel com uma menina, o ator Marcello Melo Jr, por exemplo, estava sendo aguardado em três espaços, mas preferiu ficar só em um.

"Vamos falar de qualquer assunto menos do flagra. É um assunto pessoal que não tem nada a ver falar", disparou para logo completar: “Estou solteiro, vivendo aqui e agora e está tudo certo"

Foto: Lucas Teixeira/RT Fotografia

Acompanhado por quatro amigos, José Loreto até cumpriu o ritual de passar pelos principais camarotes, mas optou por ficar na pista junto ao público na sua primeira noite de festival. " Vim me divertir", avisou o ator que fugiu das perguntas sobre paqueras e namoros.

Foto: Marcos Ferreira/Brazil News

Sete quilos mais magra, Maraisa, da dupla com sua irmã Maiara, foi sozinha ao evento e contou com muito bom humor que já se sente pronta para assumir uma nova relação. Solteira desde o final do noivado com o empresário Wendel Vieira em abril.

"Maiara está namorando o Fernando, a Marília Mendonça está grávida e eu sou a última das moicanas solteiras, mas de olhos abertos. Se eu notar um olhar diferente hoje, beijo mesmo. Não vou perder a oportunidade. Porque tá difícil".

Foto: Divulgação

Jonathan Haagensen também esteve em alguns camarote e, claro, falou sobre a expulsão por assédio do irmão Phellipe do reality ‘A Fazenda’, na Record.

"Desaprovo tudo o que ele fez. Meu irmão precisa se curar do machismo. Entrei no programa porque pago contas. Sou ator, negro, cria da favela. Trabalho muito, tenho duas filhas pra criar. Ele, Theo Becker, Dado Dolabella, são exemplos do que não se deve ser. Estamos percebendo agora o racismo, o machismo, o sexismo. Eu já era um ativista mesmo sem saber que estar num filme nos anos 90 seria tão marcante para pontuar várias questões". Militou!

E aguarde, pois ainda tem mais três dias de festival.