Mário Frias já interpretou "mocinho" e deputado "de esquerda" na TV

Ex-global, Mário Frias atuou em 'Malhação' e 'Senhora do Destino' (Foto: Reprodução/TV Globo)

Mário Frias é cotado para substituir Regina Duarte na secretaria de Cultura do governo Jair Bolsonaro. A atriz deixou o cargo nesta quarta-feira (20), quase três meses depois de assumir o comando da pasta. Assim como Duarte, o ator e apresentador de 48 anos é ex-global e fez carreira na televisão. Ele também tem passagens pela RedeTV! e Record.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 minuto e receba todos os seus e-mails em um só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Siga o Yahoo Vida e Estilo no InstagramFacebook e Twitter, e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário

O carioca flerta com a política desde o fim do ano passado: ele compartilha registros de encontros com deputados e ministros, promove debates e defende as ideias do presidente nas redes sociais. Entretanto, Frias ainda é conhecido pelos papeis em novelas como ‘Malhação’ (1999), ‘Senhora do Destino’ (2004) e ‘Floribella’ (2006).

Leia também

O artista foi casado de 2003 a 2005 com a atriz Nivea Stelmann, com quem tem um filho, Miguel. Hoje, Mário é casado com a publicitária Juliana Camatti. Eles oficializaram a união em 2008.

Novelas como ‘As Filhas da Mãe’, ‘O Beijo do Vampiro’ e ‘Os Mutantes’ também estão no seu currículo. De 2010 a 2013, ele apresentou o game show ‘O Último Passageiro’, da RedeTV!, voltado para o público jovem. Atualmente, Frias está a frente do programa ‘A Melhor Viagem’ na mesma emissora.

Relembre os principais momentos da carreira de Mário Frias:

‘Malhação’ (1999 — 2001)

Frias ganhou destaque na TV ao viver Rodrigo, o protagonista da sexta temporada da novela. O personagem fazia par romântico com Tati (Priscila Fantin). O ator ficou na atração até 2001.

Rodrigo (Mário Frias) e Tati (Priscila Fantin) formavam um par romântico na 'Malhação' do fim dos anos 90 (Foto: Reprodução/TV Globo)

‘Senhora do Destino’ (2004)

Parece ironia, mas Mário já interpretou um político. Ele era o deputado federal Thomas Jefferson da novela de Aguinaldo Silva. Segundo a sinopse da trama, o personagem tinha um “posicionamento radical de esquerda”. Jefferson era egoísta e gostava de estar em evidência na mídia.

Frias contracenou com Wolf Maya, Raul Cortez e Marcello Antony em 'Senhora do Destino' (Foto: Reprodução/TV Globo)

‘Floribella’ (2006)

Mário Frias deu vida ao Conde Máximo na segunda temporada da novela teen que foi sucesso na Band. Juliana Silveira, Roger Gobeth, Cássia Linhares e Leticia Colin também fizeram parte do elenco.

Conde Máximo (Mário Frias) e Flor (Juliana Silveira) formavam um casal no folhetim (Foto: Reprodução/Band)

‘O Último Passageiro’ (2010 —2013)

O artista também comandou o game show que trazia alunos de ensino médio de três escolas disputando uma viagem de formatura.

Frias no 'O Último Passageiro', da RedeTV! (Foto: Reprodução/RedeTV!)

‘Malhação - Sonhos’ (2014)

Após 2014 anos de viver o “mocinho” da novela, ele voltou em ‘Malhação - Sonhos’ como o ex-ator René. Ele contracenou com Emanuelle Araújo e Guilherme Hamacek.

René (Mário Frias) era pai de João (Gui Hamacek) em 'Malhação - Sonhos' (Foto: Reprodução/TV Globo)

‘Verão 90’ (2019)

Mário Frias e Nivea Stelmann fizeram uma participação especial na novela das 19h. Eles interpretaram os atores de um filme em que Manuzita (Isabelle Drummond) tentou fazer uma “ponta”.

Mário Frias e a ex-mulher, a atriz Nivea Stelmann, contracenaram com Isabelle Drummond e Humberto Martins em 'Verão 90' (Foto: Reprodução/TV Globo)