Mario Frias exalta MP que dificulta remoção de conteúdo da internet

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 minuto de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
***ARQUIVO*** BRASILIA, DF,  BRASIL,  10-11-2020, 16h00: O secretário de Cultura, Mário Frias. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)
***ARQUIVO*** BRASILIA, DF, BRASIL, 10-11-2020, 16h00: O secretário de Cultura, Mário Frias. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O secretário da Cultura, Mario Frias, aproveitou sua vez no rodízio de aliados bolsonaristas que falam no trio elétrico, na avenida Paulista, nesta terça-feira (7), para exaltar uma iniciativa de sua pasta que dificulta a remoção de conteúdos mentirosos e antidemocráticos das redes sociais.

"A gente teve a felicidade ontem de ajudar a colocar a MP da liberdade de expressão", disse sobre a Medida Provisória que altera o Marco Civil da Internet.

"Eles acusam a gente de ser radicais na cultura", disse à multidão. "O que vocês acham disso? Acabou a mamata?"

"Somos radicais, sim, radicalmente brasileiros, radicalmente honestos, radicalmente patriotas e radicalmente Bolsonaro." Depois acrescentou ser também "radicalmente cristão".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos