Mario Frias diz que solicitou perícia da PF para verificar se incêndio na Cinemateca 'foi criminoso ou não'

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 minuto de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
***ARQUIVO***BRASÍLIA, DF, 07.09.2020 - Secretário da Cultura, Mário Frias. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)
***ARQUIVO***BRASÍLIA, DF, 07.09.2020 - Secretário da Cultura, Mário Frias. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O secretário especial da Cultura, Mario Frias, afirmou que solicitou perícia da Polícia Federal para verificar se o incêndio em depósito da Cinemateca Brasileira, em São Paulo, "foi criminoso ou não".

"Já solicitei a perícia da Polícia Federal, que irá tomar as devidas providências para verificar se o incêndio na Cinemateca foi criminoso ou não. Tenho compromisso com o acervo ali guardado, por isso mesmo quero entender o que aconteceu", escreveu Frias em suas redes sociais.

A Secretaria Especial da Cultura já havia divulgado nota sobre o incidente. Nela, a pasta afirma que "lamenta profundamente" o incêndio e que acompanha de perto a situação.

A secretaria diz ainda que todo o sistema de climatização do espaço passou por manutenção há cerca de um mês, "como parte do esforço do governo federal para manter o acervo da instituição".

O secretário especial de Cultura, Mario Frias, e seu braço direito, André Porciuncula, chegaram nesta quarta-feira (28) a Roma, na Itália, para Conferência dos Ministros da Cultura do G20.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos