Marina Ruy Barbosa reage a críticas de Samantha Schmütz: "Ida a Cannes não deveria ser pauta"

·2 minuto de leitura
Marina Ruy Barbosa ostenta look Dolce & Gabbana em Cannes, na França. Foto: reprodução/Instagram/marinaruybarbosa
Marina Ruy Barbosa ostenta look Dolce & Gabbana em Cannes, na França. Foto: reprodução/Instagram/marinaruybarbosa

Resumo da notícia

  • Marina Ruy Barbosa rebateu críticas sobre sua ida ao Festival de Cannes este ano

  • Sem citar nomes, atriz reagiu às cobranças de posicionamento feitas por Samantha Schmütz

  • Em post nas redes, ruiva lamentou incêndio que atingiu a Cinemateca Brasileira

Marina Ruy Barbosa se manifestou sobre o recente incêndio na Cinemateca Brasileira, em São Paulo, e reagiu, de forma indireta, às críticas feitas pela colega de profissão Samantha Schmütz, por ter ido ao Festival de Cannes este ano. A atriz argumentou que sua participação no tapete vermelho do evento não deveria ser o foco da discussão entre a classe artística brasileira.

"O incêndio à Cinemateca é uma agressão à cultura do nosso país. Estamos vendo nossa história ser queimada há tempos, nossa cultura sendo completamente abandonada. Isso é inquestionável. E é sobre isso que devemos falar. E cobrar do governo, que é quem realmente pode fazer alguma coisa", escreveu nos Stories do Instagram na última sexta-feira (30).

Leia também:

Samantha havia desabafado nas redes, cobrando um posicionamento sobre o descaso com a situação da cultura no país de outras celebridades, que chamou de "beldades que foram pra Cannes desfilar vestidos e joia" e "pseudoartistas que usurpam a arte para fazerem coisas periféricas e no fundo não estão nem aí pro cinema nacional".

Também sem citar nomes, Marina aproveitou para rebater as críticas por sua presença no badalado festival francês. "A cobrança em relação à minha ida e participação no festival de Cannes, não deveria ser pauta e nem motivo de preocupação. Eu tenho muito orgulho de ser atriz, de trabalhar com o que eu amo desde os 9 anos de idade, buscando meu espaço. O fato de ter ido para o festival, contratada por uma marca para trabalhar, e estar ao lado de mulheres incríveis como Sharon Stone e Melanie Thierry, não deveria causar tamanha indignação de alguns", minimizou.

No longo texto, a atriz pede que todos os profissionais sejam respeitados. "Não podemos nos achar no direito de desqualificar nossos colegas. Somos todos muito rápidos para cobrar. Mas lembremos: na rapidez que cobramos seremos cobrados também. A cobrança por um posicionamento imediato, que se traduz em um 'post' sobre algo que aconteceu há algumas horas, não reflete o que alguém pensa ou com o que ela realmente se importa. Existe muita vida fora das redes sociais", disparou.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Marina ainda resgatou uma publicação antiga, feita na época do incêndio que atingiu o Museu Nacional, no Rio de Janeiro, em 2018. Na ocasião, a ruiva lamentou o episódio como um "símbolo de um Brasil que desaba".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos