Marina Ruy Barbosa é "cancelada" por polêmica envolvendo seu tataravô

Marina Ruy Barbosa é "cancelada" por causa de seu tataravô (Foto: Reprodução/Instagram @marinaruybarbosa)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Além de Mel Maia, outro nome que esteve nos Trending Topics deste domingo (3) foi o de Marina Ruy Barbosa, que também participou da live do DJ Alok no sábado (2). Atualmente no ar em ‘Totalmente Demais’, que está sendo reexibida na Globo durante a quarentena, a atriz foi “cancelada” nas redes sociais neste fim de semana.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 minuto e receba todos os seus e-mails em um só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Siga o Yahoo Vida e Estilo no InstagramFacebook e Twitter, e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentários

A polêmica começou quando algum usuário do Twitter fez uma postagem lembrando que o tataravô da atriz, o diplomata Rui Barbosa, havia ordenado que queimassem matrículas e registros de posse e movimentação patrimonial de escravos em 1890, alegando que ele o havia feito para "apagar" a escravidão da história do Brasil.

Leia também

A versão foi replicada por diversos internautas, que chegaram até a desenterrar uma entrevista que a atriz deu para Regina Casé no programa ‘Esquenta!’ em 2014, em que dizia que tinha orgulho de seu tataravó, para acusá-la de racista.

No entanto, outros usuários da rede social defenderam que a queima dos arquivos foi a forma que Rui Barbosa encontrou, à época, para inviabilizar o cálculo de indenizações que estavam sendo reivindicadas por antigos proprietários de escravos, ajudando, então, a concretizar a Abolição da Escravatura no Brasil. Grande parte do Twitter chamou atenção para o excesso de militância circundando a rede social.

Confira algumas das reações: