Marielle Franco ganha homenagem de Roger Waters em show nos Estados Unidos

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O ex-baixista do Pink Floyd Roger Waters vem exibindo o nome da vereadora Marielle Franco, assassinada a tiros em 2018 ao lado de seu motorista Anderson Gomes, ao longo de sua nova turnê, "This is Not a Drill", nos Estados Unidos como uma das figuras centrais na defesa dos direitos humanos.

No telão que compõe o cenário do show, Waters exibe o nome da vereadora carioca e atribui a ela o "crime" de ser uma crítica a policiais, e que sua "punição" foi a morte. Nas redes sociais, a imagem viralizou em perfis progressistas, e rendeu manifestações do PSOL, o ex-partido de Marielle.

Essa não é a primeira vez que o músico britânico homenageia a vereadora. Durante uma apresentação no Rio de Janeiro, em outubro de 2018, sete meses após o assassinato, Waters recebeu a família de Marielle no palco e cantou vestindo uma camisa com os dizeres: "Lute como Marielle Franco".

Antes, em um show em São Paulo, o ex-Pink Floyd foi vaiado ao criticar o então candidato à Presidência da República Jair Bolsonaro, atrelando seu nome ao de políticos que considerou como fascistas. À época, o então candidato entrou com um pedido no TSE para que a candidatura de seu adversário Fernando Haddad fosse cassada.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos